Colisão de lixo espacial cria nova cratera na Lua

1 min de leitura
Imagem de: Colisão de lixo espacial cria nova cratera na Lua
Imagem: NASA
Avatar do autor

Cientistas observaram uma nova cratera na Lua, resultado da queda de lixo espacial em sua superfície. De acordo com a NASA, uma parte descartável de um foguete que flutuava no espaço por anos, similar ao tamanho de um ônibus, caiu no solo lunar na sexta-feira (04) — evento classificado como a primeira colisão não intencional em torno da exploração humana no satélite terrestre.

O impacto está localizado no lado distante da Lua, fora do alcance imediato de telescópios na Terra. Entretanto, duas espaçonaves que orbitam o corpo celeste podem entregar uma imagem completa sobre a cratera: Lunar Reconnaissance Orbiter, da NASA, e Chandrayaan-2, da Índia. A agência espacial anunciou que irá estudar com mais detalhes a região, processo que pode levar semanas ou meses.

A origem do lixo espacial

Dentre as informações mais aguardadas está a dúvida de qual seria a origem do lixo espacial responsável pela nova cratera lunar. Dados iniciais indicavam que o detrito poderia ser um dos componentes do foguete da SpaceX lançado em 2015 que levou para o espaço o Deep Space Climate Observatory, da NASA.

Outra possibilidade pode estar relacionada ao lançamento de um foguete da China, em 2014. Contudo, ambas as partes negaram ser responsáveis pelo objeto em questão. O caso também pode produzir melhores simulações de impacto e aprofundar a compreensão da superfície lunar.