Conheça sete planetários de norte à sul do Brasil para visitar

10 min de leitura
Imagem de: Conheça sete planetários de norte à sul do Brasil para visitar
Imagem: Planetário da UFG
Avatar do autor

Você já olhou para o céu durante a noite e se perguntou como que as pessoas conseguem identificar um por um cada pontinho brilhante lá em cima? Você é fascinado por astronomia? Talvez um planetário seja o lugar certo pra você fazer uma visita.

Um planetário é um equipamento que projeta um céu artificial em um anteparo, geralmente no teto. Essa é uma ideia tão simples que ele existe em todo o mundo, desde as mais antigas civilizações.

Com ele você pode descobrir como funcionam os movimentos do sol, as estações do ano, as fases da lua, a formação das constelações e conhecer mais sobre os planetas do sistema solar. Ficou curioso? Preparamos uma lista com alguns planetários aqui no Brasil pra você visitar.

1. Espaço do Conhecimento da UFMG - Belo Horizonte (MG)

O Espaço do Conhecimento é um museu de ciências e cultura da Universidade Federal de Minas Gerais. Localizado na Praça da Liberdade, no centro da cidade, ele oferece diferentes sessões comentadas.

O planetário tem um domo de 9 metros de altura e um projetor analógico Skymaster ZKP4, que oferece uma experiência de 180º para o visitante. As sessões são variadas, e incluem até mesmo aulas de astronomia maia e indígena.

Além disso, o espaço conta com um terraço de onde podem ser feitas observações do céu com um telescópio. As sessões são noturnas e acompanhadas de um guia especialista. Atualmente a sessões são online às quintas-feiras, por conta da pandemia.

Projetor analógico Skymaster ZKP4, em sessão do planetário do Espaço do Conhecimento da UFMG (Fonte: Espaço UFMG/Reprodução)Projetor analógico Skymaster ZKP4, em sessão do planetário do Espaço do Conhecimento da UFMG (Fonte: Espaço UFMG/Reprodução)Fonte:  Espaço UFMG 

O ingresso custa apenas 10 reais. Estudantes públicos e professores tem direito à entrada gratuita.

Visitação: terça a domingo, de 12h às 17h, e sábado até as 19h

Endereço: Praça da Liberdade, 700, Savassi, Belo Horizonte/MG, 30140-010

2. Planetário Juan Bernardino Marques Barrio da UFG - Goiânia (GO)

O planetário da Universidade Federal de Goiás (UFG) promove atividades de extensão. Ele conta com uma cúpula de 12,5 metros de diâmetro. Eles ainda contam com um planetário móvel digital que pode ser usado em feiras e exposições.

O projetor Zeiss Spacemaster situado no centro da sala de projeções é o mais antigo em funcionamento no Brasil. Ele foi o terceiro a ser inaugurado no país. Durante a semana, o Planetário da UFG realiza sessões para estudantes e nos fins de semana para o público em geral.

Os ingressos custam 8 reais.

Visitação: domingos, às 15:30h (público infantil) ou 17:00 h (adultos.

Endereço: Av. Contorno nº 900, Parque Mutirama, Setor Central,  Goiânia/GO, 74055 - 140.

3. Centro de Ciências e Planetário do Pará da UEPA - Belém (PA)

O Centro de Ciências e Planetário do Pará foi concebido como um local de divulgação científica para o estado. Ele tem por missão levar o conhecimento de maneira simples e lúdica.

Para isso conta com espaços dedicados a Astronomia, Química, Física, Biologia, Matemática, Geologia e, claro, um Planetário. O nome da cúpula – Kwarahy – vem do tupi-guarani e significa Sol; ela tem 11 metros e um projetor Zeiss Skymaster ZKP3.

O equipamento é capaz de projetar cerca de 7 mil estrelas, lua, planetas, cometas, asteroides, arco-íris, eclipses, constelações ou coordenadas astronômicas. Ele também é uma poderosa máquina do tempo: permite projetar o céu de qualquer momento do futuro ou do passado.

Cúpula Kwarahy do Centro de Ciências e Planetário do Pará (Fonte: ASCOM-UEPA/Nailana Thiely/Reprodução)Cúpula Kwarahy do Centro de Ciências e Planetário do Pará (Fonte: ASCOM-UEPA/Nailana Thiely/Reprodução)Fonte:  UEPA 

Endereço: Rod. Augusto Montenegro, s/n, km 03, Marambaia, Belém/PA, 66640-000

4. Planetário da Gávea - Rio de Janeiro (RJ)

O Planetário da Gávea, da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro, é um dos mais conhecidos do Brasil. Atualmente ele conta com duas cúpulas de exposição: a Galileu Galilei e a Carl Sagan. Também possui museu e telescópios para observação do céu e oferece cursos, como o de planetarista.

A Galileu Galilei é a cúpula mais moderna, com sistema de imersão fulldome. Com 23 metros de diâmetro, abriga o planetário Universarium VIII - TD. Atualmente esta cúpula está cedida para a vacinação da Covid-19.

A Carl Sagan, mais antiga, foi inaugurada em 1998 e tem 12,5 metros de uma parede à outra. Nela são usados projetores opto-mecânicos, que possuem um complexo sistema de lentes ou fibras ópticas. As projeções são feitas com o máximo de cuidado possível, para reproduzir perfeitamente o céu noturno.

Os ingressos custam 30 reais. Às terças-feiras a visitação é gratuita.

Visitação: os horários das sessões podem ser conferidos aqui.

Endereço: Rua Vice-Governador Rúbens Berardo, 100, Gávea, Rio de Janeiro/RJ, 22451-070

5. Planetário Rubens de Azevedo - Fortaleza (CE)

O Planetário Rubens de Azevedo, em Fortaleza, está localizado no Centro de Arte e Cultura Dragão do Mar.  Com sessões semanais infantis e adultas, o espaço conta com um equipamento Zeiss Skymaster ZKP4 LED .

Conta ainda com projetores digitais Velvet Duo de alta resolução e um sistema de projeção fulldome. Nas noites de quarto crescente lunar, a partir da 14h, também realiza gratuitamente sessões de observação do céu com telescópios. Oferece também, mensalmente, um curso de 1h de duração de astronomia.

O ingressos custam 12 reais.

Visitação: quintas e sextas-feiras das 18h às 19h, sábados e domingos de 17h às 20h.

Endereço: R. Dragão do Mar, 81, Praia de Iracema, Fortaleza/CE, 60060-390

6. Planetário Prof. José Baptista Pereira UFRGS - Porto Alegre (RS)

O planetário de Porto Alegre começou a ser construído em 1971 e é um dos mais antigos em funcionamento do país. Ele oferece exposições temáticas, cursos e mostras científicas. A cúpula tem 12 metros de diâmetro e conta com um projetor Zeiss Spacemaster.

Estão sendo oferecidas também sessões virtuais, a 10 reais, com diferentes temas. Desde casa é possível aprender sobre o sistema solar e sobre a contribuição de mulheres cientistas para o campo da astronomia. Também há uma sessão especial para professores.

Planetário da UFRGS, durante evento noturno em 2019 (Fonte: UFRGS/Reprodução)Planetário da UFRGS, durante evento noturno em 2019 (Fonte: UFRGS/Reprodução)Fonte:  UFRGS 

Endereço: Avenida Ipiranga, 2000, Porto Alegre/RS

7. Planetário Ibirapuera Prof. Aristóteles Orsini - São Paulo (SP)

O Planetário Aristóteles Orsini foi o primeiro do Brasil, inaugurado em 1957. Localizado no Parque Ibirapuera, tem uma cúpula de 18 metros de diâmetro e 9 de altura. Conta com um projeto Zeiss Starmaster.

Os ingressos custam 20 ou 30 reais, a depender da sessão. Às 19h da sexta-feira é oferecida uma sessão gratuita.

Visitação: de sexta-feira à domingo, das 13h às 19h

Endereço: Avenida Pedro Álvares Cabral, Parque Ibirapuera, São Paulo/SP

Não achou um planetário perto da sua cidade? Calma, basta consultar o Guia de Museus e Centro de Ciências da América Latina e Caribe, publicado pela Fiocruz, e buscar por algum mais próximo de você. Ele pode ser baixado gratuitamente aqui.