Meteoro sobrevoa Minas Gerais e explode sobre o Triângulo Mineiro

1 min de leitura
Imagem de: Meteoro sobrevoa Minas Gerais e explode sobre o Triângulo Mineiro
Imagem: Bramon
Avatar do autor

Já devastado por enchentes e ameaças de rompimento de barragens, o estado de Minas Gerais viu, na noite de sexta-feira (14), mais um fenômeno natural se abater sobre seu território. Segundo a Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon), um meteoro viajando a uma velocidade de 43,7 mil km/h foi avistado na região do Triângulo Mineiro, até desaparecer a 18,3 km de altitude, entre os municípios de Perdizes e Araxá.

Segundo o G1, a entrada do bólido (meteoro luminoso) na atmosfera terrestre pôde ser avistada por habitantes do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, com diversos relatos feitos nas redes sociais por moradores das cidades de Uberlândia, Patos de Minas, Nova Ponte, Santa Juliana, Pedrinópolis e Perdizes. Segundo as postagens, o corpo celeste deixou um rastro de luz no céu, seguido de estrondo.

Muitos relatos falam que o chão chegou a tremer nas cidades mineiras antes da explosão. Em nota, a Bramon afirmou que “Isso é um forte indício que a rocha pode ter gerado meteoritos”, que é o nome dado aos fragmentos do meteoro quando conseguem sobreviver à incineração da atmosfera e caem na Terra.

O que dizem os especialistas sobre o meteoro?

Após analisar os vídeos de suas câmeras e do Clima ao Vivo de Minas Gerais, a Bramon explicou em seu site que “a rocha espacial atingiu a atmosfera da Terra em um ângulo de 38,6°, em relação ao solo, e começou a brilhar a 86,6 km de altitude sobre a zona rural de Uberlândia. Seguiu a 43,7 mil km/h, percorrendo 109,3 km em 9,0 segundos”, antes de explodir.

A instituição científica, composta de astrônomos profissionais e amadores, ainda trabalha nos cálculos para avaliar o tamanho do objeto que atingiu a região do Triângulo Mineiro, bem como para determinar a área de dispersão dos possíveis meteoritos. A rede pede que pessoas que tenham registros do bólido enviem seus relatos através de um formulário em seu site.