OMS diz que variante ômicron é considerada de alto risco

1 min de leitura
Imagem de: OMS diz que variante ômicron é considerada de alto risco
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Equipe TecMundo

@tec_mundo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta segunda-feira (29) que a nova variante do coronavírus SARS-CoV-2, denominada ômicron, é considerada de alto risco para o mundo todo.

"Evidências preliminares preocupantes sugerem que a ômicron tem potencial de ser mais transmissível e ter maior escape imune em relação a variantes anteriores", afirma a organização em um comunicado enviado à imprensa nesta segunda.

Segundo a OMS, essas características da variante podem levar a novos surtos da covid-19 com consequências graves.

A instituição afirmou que ainda há muitas incertezas, e que mais estudos são necessários para entender melhor o comportamento da variante. No entando, a OMS fez um alerta para que os países estejam preparados para lidar com a nova cepa do vírus que já matou mais de 5,2 milhões de pessoas no mundo todo.

No Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) confirmou que pelo menos um passageiro brasileiro vindo da África do Sul teve resultado positivo para o coronavírus. Segundo a agência, o passageiro cumpre quarentena domiciliar. Ainda não se sabe se ele foi infectado pela variante ômicron.

A nova variante foi detectada na África do Sul na semana passada. Na sexta-feira (26), a OMS decidiu classificá-la como variante de preocupação. Até esta segunda, mais de uma dezena de países em diferentes continentes registram casos de infectados pela ômicron.