Nobel de Medicina vai para dupla que descobriu receptores de calor e toque

1 min de leitura
Imagem de: Nobel de Medicina vai para dupla que descobriu receptores de calor e toque
Imagem: Bertil Jonsson/Shutterstock
Avatar do autor

Dois cientistas responsáveis pela descoberta de receptores que nos ajudam a sentir temperatura e toque receberam o Prêmio Nobel em Fisiologia ou Medicina de 2021 na manhã desta segunda-feira (4). O cientista americano David Julius e o pesquisador libanês Ardem Patapoutian trabalharam de maneira independente para chegar aos resultados.

Julius, que é professor na Universidade da Califórnia, em São Francisco, fez suas pesquisas usando a capsaicina — um composto da pimenta que esquenta a boca — para identificar um sensor nas terminações nervosas da pele capaz de sentir o calor.

Patapoutian foi o responsável pela descoberta de um novo grupo de sensores no corpo que conseguem responder a estímulos mecânicos (toque e pressão) na pele e nos órgão internos. Patapoutian é cientista no Scripps Research, instituto de pesquisa na área médica que também fica na Califórnia.

Nobel de medicinaOs ganhadores do Prêmio Nobel de Medicina de 2021 durante anúncio. (Fonte: reprodução/YouTube)

"Essas descobertas iniciaram pesquisas intensas que nos ajudaram a entender como nosso sistema nervoso percebe calor, frio e estímulos mecânicos. Os laureados identificaram ligações críticas em nosso entendimento da conexão complexa entre nossos sentidos e o ambiente que nos cerca", segundo a Fundação Nobel em um comunicado.

A fundação é responsável pela entrega do prêmio todos os anos. Neste ano, os premiados em cada categoria recebem uma medalha, um diploma e dividem um prêmio de 10 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 6,2 milhões na cotação do dia).

Sediada na Suécia, a Fundação Nobel já distribuiu mais de 600 prêmios nas áreas de Medicina, Física, Química, Literatura e esforços pela paz desde 1901.