Covid-19: Nova York paga R$ 500 para quem tomar vacina

1 min de leitura
Imagem de: Covid-19: Nova York paga R$ 500 para quem tomar vacina
Imagem: Pexels/Reprodução
Avatar do autor

Nesta quarta-feira (28), a cidade de Nova York anunciou que qualquer pessoa pode receber US$ 100 se tomar a primeira dose da vacina contra a covid-19. O incentivo, equivalente a R$ 517 na atual conversão, começará a valer a partir desta sexta-feira (30).

Conforme os dados do Citywide Immunization Registry, cerca de 41% dos residentes de Nova York ainda não foram vacinados. Por enquanto, apenas 59,2% dos moradores receberam pelo menos a 1ª dose do imunizante.

A ação ocorre em meio à crescente disseminação da variante Delta no país. Nesta terça-feira (27), o Centro de Controle de Doenças dos EUA (CDC) anunciou que mesmo pessoas totalmente vacinadas devem usar máscaras em áreas com “transmissão substancial ou alta” do vírus.

Segundo o mapa do órgão de saúde, todos os condados da cidade de Nova York têm níveis “substanciais” de transmissão comunitária. Com isso, as novas recomendações também se aplicam ao município.

Na última segunda-feira (26), o prefeito Bill de Blasio anunciou que os funcionários de serviços públicos da cidade devem tomar a vacina até 13 de setembro. Caso isso não ocorra, os colaboradores serão submetidos a testes semanais de covid-19.

Economistas acreditam que estímulos financeiros podem alavancar o número de vacinados.Economistas acreditam que estímulos financeiros podem alavancar o número de vacinados.Fonte:  Samantha Lee/Business Insider 

Especialistas aprovam o incentivo

Economistas norte-americanos defendem a ideia do estímulo financeiro para combater a hesitação da vacina. Alguns especialistas sugeriram uma bonificação de até US$ 1 mil – cerca de R$ 5.170 na atual conversão.

“Se de alguma forma não obtivermos uma imunidade verdadeira, nossa economia estará operando com um enorme peso em seu peito”, declarou Robert Litan, economista membro sênior da Brooking Institution e colaborador do governo Bill Clinton.