Jeff Bezos e Branson podem não ser astronautas, segundo a FAA

1 min de leitura
Imagem de: Jeff Bezos e Branson podem não ser astronautas, segundo a FAA
Imagem: Divulgação/Blue Origin
Avatar do autor

Na última terça-feira (20), a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) mudou as regras para a definição do título de Astronauta e distribuição dos broches com as asas.

A alteração ocorreu no mesmo dia da viagem de Jeff Bezos a bordo do foguete da Blue Origin, e afirma que, além de viajar 50 milhas acima da superfície da terra, cerca de 80 quilômetros, o tripulante deve ter exercido atividades essenciais para a segurança pública, ou contribuído para a segurança do voo.

Broche de astronauta comercial da FAABroche de astronauta comercial da FAAFonte:  Reprodução/NY Times 

Esta é a primeira mudança nos critérios do programa Commercial Astronaut Wings desde sua criação, em 2004. Essas "atividades" realizadas em voos são determinadas e avaliadas por oficiais da FAA. "As mudanças alinham mais diretamente com o papel da FAA de proteger a segurança pública durante missões espaciais comerciais", afirmou o órgão.

E o Richard Branson?

Uma semana antes da modificação, no dia 11/07, o bilionário Richard Branson voou ao espaço na SpaceShipTwo da sua empresa Virgin Galactic para testar a segurança da viagem e liberar futuras expedições de clientes no próximo ano.

Richard Branson durante o voo suborbitalRichard Branson durante o voo suborbitalFonte:  Divulgação/Virgin Galatic 

Um representante da companhia afirmou ao The New York Times que começou a "papelada" para obter as asas de astronauta comercial da FAA. A Virgin Galactic apresentará o argumento de que os tripulantes realizaram atividades para avaliar como será a experiência para os futuros passageiros.

A situação do ex-CEO da Amazon é mais complicada. Antes da decolagem, o CEO da Blue Origin, Bob Smith, afirmou que o veículo era autônomo e os viajantes apenas aproveitaram o passeio — as asinhas no uniforme de Bezos eram customizadas. Um porta-voz da FAA disse à CNN que nenhum caso está sendo avaliado no momento.

Foguete que levou Jeff Bezos ao espaçoFoguete que levou Jeff Bezos ao espaçoFonte:  Divulgação/Blue Origin

Existe "esperança" para os bilionários

A FAA criou um título honorário de astronauta comercial àqueles que não cumpriram todos os critérios, desde que tenham demonstrado uma contribuição extraordinária ou benéfica à indústria da viagem espacial comercial.

Broche da Blue OriginBroche da Blue OriginFonte:  Divulgação/Blue Origin 

Tanto a Virgin Galactic quanto a Blue Origin contam com asinhas de astronauta próprias, que serão oferecidas aos seus clientes no futuro. A Associação dos Exploradores do Espaço também possui broches para todos que realizam voos orbitais e suborbitais