ButanVac deve receber autorização da Anvisa só em setembro

1 min de leitura
Imagem de: ButanVac deve receber autorização da Anvisa só em setembro
Imagem: Leonardo Benassatto/Reuters
Avatar do autor

O Instituto Butantan divulgou, nesta sexta-feira (23), que a ButanVac, a vacina 100% brasileira contra a covid-19, deve estar pronta para receber autorização emergencial da Anvisa somente em setembro de 2021. Anteriormente, havia a expectativa que o imunizante pudesse começar a ser aplicado na população em julho.

O Butantan protocolou hoje na Anvisa o pedido para realizar os estudos das fases 1 e 2 da vacina. Somente após o aval da agência sanitária do país é que os testes científicos em humanos poderão começar.

De acordo com Dimas Covas, presidente do Butantan, o estudo deverá durar cerca de 20 semanas. Por volta da 16ª semana, no 4º mês de pesquisa, já será possível pedir a autorização emergencial para a Anvisa, explicou Covas.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo, o presidente pontuou que as pesquisas da ButanVac serão de “comparabilidade”.

"Como já existem vacinas sendo aplicadas, a ideia por trás do estudo é comparar a resposta de segurança e de imunogenicidade desta nova vacina com as demais e com isso demonstrar sua eficiência", afirmou.

Os estudos das fases 1 e 2 da ButanVac terão cerca de 1,8 mil voluntários, saltando para 9 mil voluntários na fase 3. Pessoas acima de 18 anos serão o público-alvo da vacina.

Fontes