China e Rússia oficializam acordo para construção de base lunar

1 min de leitura
Imagem de: China e Rússia oficializam acordo para construção de base lunar
Imagem: NASA/Divulgação
Avatar do autor

Os governos da China e da Rússia assinaram nesta terça-feira (9) o memorando para a construção de uma estação de pesquisa na Lua. Segundo informação divulgada pela imprensa estatal dos dois países, o acordo foi assinado pelo chefe da agência espacial Roscosmos, Dimitri Rogozin, e pelo responsável da China National Space Administration, Zhang Kejian.

De acordo com o jornal chinês Global Times, o roteiro para a construção da base será feito de forma conjunta, mas o projeto ficará disponível para outros parceiros ou países que tenham interesse na iniciativa. A Agência Espacial Europeia também está de olho nas missões da Estação de Pesquisa Lunar Internacional (ILRS) para decidir se vai aderir ao programa. Não foi divulgado quanto os dois países pretendem gastar no projeto.

NASAPossível aparência da base lunar em 2030 (CNSA/Divulgação)Fonte: CNSA/Divulgação

A confirmação veio após uma série de rumores sobre uma possível parceria entre os países.

Planos

Segundo informações divulgadas em fevereiro, o objetivo do projeto é fazer explorações a longo prazo no solo e na órbita do polo sul do satélite. Para isso, a China pretende estabelecer uma presença robótica de longo prazo no satélite em 2030 e uma missão com seres humanos também a longo prazo entre os anos de 2036 e 2045.  Os primeiros passos serão as missões Chang'e-, 6, -7 e -8 e missões internacionais, como a Luna 27 da Rússia.