NASA estenderá prazo de operação das missões Juno e InSight

1 min de leitura
Imagem de: NASA estenderá prazo de operação das missões Juno e InSight
Imagem: NASA/Reprodução
Avatar do autor

A NASA anunciou que estenderá as missões da sonda Juno e do lander InSight, destinadas à exploração de Júpiter e Marte, respectivamente, a fim de obter mais descobertas sobre os planetas por meio da expansão da capacidade dos projetos, conhecidos por trazer consideráveis novidades sobre o Sistema Solar.

A decisão é resultado de um relatório produzido por um painel independente de revisão, composto por especialistas com experiência em ciência, operações e gerenciamento de missões. Chamada de Senior Review, a análise tem o objetivo de elaborar uma avaliação anual do desempenho científico e relevância das iniciativas para depois ser enviada para consideração da equipe do Plano Estratégico Científico da NASA.

No caso de Juno, as operações finais foram adiadas para 2025 e devem explorar outras áreas de seu entorno, como as luas Ganímedes, Europa e Io. Até o momento, as principais revelações em Júpiter se referem à sua estrutura interior, campo magnético e complexa dinâmica atmosférica.

Sonda JunoSonda Juno.Fonte:  NASA/Reprodução 

Em julho de 2016, a sonda começou viagens sobre a órbita do planeta e, até o momento, foi capaz de realizar mais de 30 voltas, mantendo sua estrutura firme mesmo em um ambiente repleto de enormes quantidades de radiação.

O plano é fazê-la voar a cerca de 1 mil quilômetros da superfície de Ganímedes neste ano, a 320 quilômetros de Europa no final de 2022 (para que possa confirmar a presença de água líquida subterrânea) e a 1,5 mil quilômetros de Io em 2024 (para explorar vulcões ativos).

A missão InSight foi prorrogada para até dezembro de 2022, com o objetivo de implantar e operar um sismômetro altamente sensível durante a análise da crosta e manto de Marte. A missão já foi capaz de aprimorar o conhecimento da dinâmica atmosférica, além do campo magnético e da estrutura interna do planeta. Nas atividades futuras, avaliará martemotos, que são abalos sísmicos no local, para a coleta de informações sobre a atividade tectônica.

Lander InSightLander InSightFonte:  NASA/Reprodução 

“A análise do Senior Review validou que essas duas missões de ciência planetária provavelmente continuarão a trazer novas descobertas e a produzir novas perguntas sobre nosso sistema solar”, disse Lori Glaze, diretora da Divisão de Ciência Planetária da NASA.

“Agradeço aos membros do painel, pela análise abrangente, e à equipe da missão, que agora continuará a fornecer oportunidades para refinar nossa compreensão da ciência dinâmica de Júpiter e Marte”, completou.