Eclipse solar: como ver o fenômeno no Brasil nesta segunda-feira

1 min de leitura
Imagem de: Eclipse solar: como ver o fenômeno no Brasil nesta segunda-feira
Imagem: Getty Images
Avatar do autor

Nesta segunda-feira, 14 de dezembro, um fenômeno astronômico raro poderá ser visto parcialmente no Brasil e em outros países da América do Sul, podendo ser apreciado em sua totalidade em regiões do Chile e da Argentina.

Atualização: Eclipse solar 2020: veja como o fenômeno foi registrado

Durante a ocorrência do eclipse, que irá durar 24 minutos, a Lua irá se posicionar entre o planeta Terra e o Sol, chegando a cobrir o nosso astro por mais de dois minutos, causando uma “sombra” sobre uma pequena faixa da superfície terrestre.

Embora o fenômeno, conhecido como “caminho da Lua” faça com que o dia se transforme por instantes em noite, no Brasil a visualização será apenas parcial, conforme explicações do professor de Astronomia da USP, Roberto Costa, à BBC News Brasil. Segundo o professor, o fenômeno terá início às 11h33 (horário de Brasília) e terminará às 15h53.

Fonte: La Nación/ReproduçãoFonte: La Nación/ReproduçãoFonte:  La Nación 

O que acontece durante um eclipse solar?

A astrônoma Tania de Sales Marques, do Observatório Real de Greenwich, em Londres, esclareceu à reportagem da BBC que a escuridão repentina, principalmente quando o fenômeno ocorre ao meio-dia, se dá porque, embora a Lua seja 400 vezes menor que o Sol, ela parece maioir pois está mais perto de nós, conseguindo "cobrir todo o disco do Sol".  Veja o vídeo.

Como assistir ao eclipse?

Como o horário exato do escurecimento do sol irá depender da localização do observador, a totalidade do fenômeno, em pontos do Chile e da Argentina, será transmitda ao vivo pela NASA TV, a partir das 11h40, no horário de Brasília, acessada através deste link.

Para ver um eclipse solar de forma segura, é necessário ter óculos ou visores manuais especiais certificados, com filtros capazes de bloquear mais de 99,999% da luz solar. Telescópios, smartphones, câmeras e binóculos também poderão ser utilizados, desde que tenham filtros acoplados. Olhar diretamente para o eclipse pode causar danos permanentes à visão.