Onda de calor histórica continua nesta sexta-feira (02)

1 min de leitura
Imagem de: Onda de calor histórica continua nesta sexta-feira (02)
Imagem: Pexels/Reprodução
Avatar do autor

A onda de calor histórica que atingiu o Brasil nos últimos dias continua nesta sexta-feira (02) com novos recordes previstos para São Paulo e Curitiba. No fim de semana, o calor pode diminuir no Sul e no Sudeste.

Segundo informações do ClimaTempo, 12 estados poderão atingir temperaturas entre 40 °C a 44 °C: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Pará, Tocantins, Piauí, Maranhão, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

Recordes de temperatura

a  Pexels/Reprodução 

Devido à forte onda de calor, esta sexta-feira (02) pode se tornar o dia mais quente de 2020 para o Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Em São Paulo, a máxima pode chegar a 38 °C, desbancando a marca histórica de 37,8 °C. Já em Curitiba, a previsão é de atingir 36 °C, o que superaria o até então dia mais quente da cidade, registrado em 1985 com 35,2 °C.

Fim de semana com menos calor

Meteorologistas anunciaram uma frente fria para o fim de semana, que deve neutralizar o calor em algumas cidades do Sul e Sudeste. No sábado (03), moradores de Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro já poderão aproveitar temperaturas mais amenas.

No entanto, Belo Horizonte não terá a mesma sorte: o calor vai dar uma trégua somente no domingo. Até lá, a capital pode atingir até 38 °C.

Ar seco em níveis perigosos

a  Pexels/Reprodução

A umidade do ar oscila entre 9% e 20% em grande parte do país — sobretudo no Centro-Oeste, que é a região mais atingida por esse problema. No entanto, o parâmetro de segurança da Organização Mundial de Saúde (OMS) varia entre 60% e 80%.

Para evitar danos à saúde, é preciso tomar alguns cuidados especiais, como beber bastante água e evitar exposição ao Sol por longos períodos. Caso haja necessidade de sair de casa, é recomendado o uso do protetor solar e proteger-se da exposição ao Sol! Para isso, vale usar chapéus e até mesmo um guarda-chuva.

Outra recomendação é evitar aglomerações em ambientes fechados — não só para evitar danos à saúde, mas também possíveis contaminações por covid-19.

Onda de calor histórica continua nesta sexta-feira (02)