Cientistas inventam material que 'se lembra' de sua forma

1 min de leitura
Imagem de: Cientistas inventam material que 'se lembra' de sua forma
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

Assim como um cabelo ondulado retorna à sua forma original após ser alisado, cientistas da Harvard John A. Paulson School of Engineering and Applied Sciences (SEAS) divulgaram uma pesquisa na qual dizem ter inventado um material que "se lembra" de seu formato e, segundo eles, pode ser utilizado na indústria para reduzir o desperdício de tecidos.

Sua aplicação, de acordo com o artigo, é simples. A fibra foi produzida a partir da queratina (proteína encontrada no cabelo e em unhas humanas) de lã reciclada, impressa em 3D e em determinados aspectos. Sendo assim, uma camiseta de tamanho único capaz de se ajustar ao corpo de quem utilizá-la, expandindo-se ou encolhendo de acordo com a necessidade, por exemplo, não estaria fora de cogitação, assim como peças íntimas personalizadas.

Material é produzido a partir da queratina de lã reciclada.Material é produzido a partir da queratina de lã reciclada.Fonte:  Reprodução 

Kit Parker, um dos autores do estudo, sugere que a descoberta é revolucionária. "Com o projeto, mostramos que podemos não apenas reciclar lã, mas também construir coisas que até hoje não foram imaginadas".

Teoria na prática

No vídeo abaixo, é possível conferir uma folha de queratina impressa no formato de uma estrela de origami, que é amassada e colocada na água. Lentamente, o exemplar retorna ao que era antes (ou perto disso). "As implicações para a sustentabilidade de recursos naturais são claras", afirmou Parker.

"Com a proteína de queratina reciclada, podemos fazer tanto quanto o que já é produzido com a tosquia de animais ou mais. A partir disso, reduzimos os impactos ambientais da indústria têxtil e da moda", finalizou o pesquisador.

Fontes

Cientistas inventam material que 'se lembra' de sua forma