Estudo sugere nova origem para a água na Terra

1 min de leitura
Imagem de: Estudo sugere nova origem para a água na Terra
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

Os primeiros dias da Terra podem ter sido bem diferentes do que se imaginava: novos estudos apontam que o nosso planeta pode ter surgido bem úmido. Até hoje, a teoria mais aceita era a de que os blocos que construíram nosso lar eram secos, por terem se originado muito perto do Sol, e a água só teria chegado por aqui após o impacto de cometas e asteroides repletos de gelo.

Cientistas do Centro de Pesquisas Petrográficas e Geoquímicas da Universidade de Lorraine, na França, acreditam que a água apareceu no planeta com materiais presentes no próprio Sistema Solar, e não através de cometas e asteroides vindo de lugares muito mais distantes. A pesquisa analisou 13 meteoritos condritos de enstatitas, que são semelhantes às rochas espaciais que formaram a Terra há cerca de 4,5 bilhões de anos.

"Nossa descoberta mostra que os blocos de construção da Terra podem ter contribuído significativamente para a água do planeta", diz Laurette Piani, do centro de pesquisas. "Materiais contendo hidrogênio estavam presentes no Sistema Solar na época da formação do planeta rochoso, embora as temperaturas fossem muito altas para que água se condensasse", complementa.

Água pode ter surgido através de meteoritos de enstatitas. (Fonte: Pixabay)Água pode ter surgido de meteoritos de enstatitas. (Fonte: Pixabay)Fonte:  Pixabay 

Para Lionel Vacher, pesquisador da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, a descoberta é interessante por mostrar que os condritos de enstatitas contêm quantidades abundantes de água, contrariando a ideia de que eram praticamente secos. Vale destacar que esse tipo de meteorito é bastante raro, representando apenas 2% dos corpos encontrados até hoje.

Esses condritos têm isótopos de oxigênio, titânio e cálcio semelhantes aos da Terra, e a nova pesquisa revelou que, além desses elementos, têm isótopos de hidrogênio e nitrogênios muito parecidos aos encontrados em nosso planeta. Os isótopos de materiais espaciais ajudam a identificar a sua origem. "Se os condritos de enstatitas forem efetivamente os blocos de construção de nosso planeta, como foi fortemente sugerido por suas composições de isótopos, essa pesquisa mostra que eles teriam fornecido água o suficiente para encher a Terra", explica Vacher.

Os cientistas tiveram o cuidado de selecionar os condritos mais primitivos existentes, evitando o risco de avaliar materiais que pudessem ter sido impactos pela água terrestre. Para a análise, foram utilizadas as técnicas de espectrometria de massa convencional e espectrometria de massa iônica secundária. Os resultados foram publicados na revista Science na última semana.

Estudo sugere nova origem para a água na Terra