Novo secretário revela planos do governo para combater a covid-19

1 min de leitura
Imagem de: Novo secretário revela planos do governo para combater a covid-19
Imagem: Pexels
Avatar do autor

O empresário Carlos Wizard Martins, que será o responsável pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos em Saúde (SCTIE) do Ministério da Saúde, revelou seus planos para combater o novo coronavírus no país.

Em entrevista à CNN Brasil nesta segunda-feira (1º),, o dono da holding Sforza, detentora de marcas como Wise Up, Mundo Verde, KFC e Pizza Hut no Brasil, disse que a “prioridade zero” da pasta é atuar na prevenção à covid-19. Uma das ações planejadas por ele é investir na utilização da cloroquina e da hidroxicloroquina.

Segundo Martins, que já atuava como conselheiro do ministro interino, ambos os medicamentos devem ser utilizados assim que houver o diagnóstico. Ele defende, inclusive, aplicá-los às pessoas que convivem com o doente, de maneira preventiva.

O empresário assumirá o cargo assim que houver a publicação no Diário Oficial.O empresário assumirá o cargo assim que houver a publicação no Diário Oficial.Fonte:  Wikimedia Commons 

Questionado sobre a suspensão do uso da cloroquina para o tratamento da covid-19 em alguns países, o novo secretário do Ministério da Saúde, que é formado em Ciência e Tecnologia pela Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, citou o fato de o medicamento ser utilizado há 70 anos para tratar diferentes doenças.

Testes e reabertura do comércio

Outra parte dos planos de Martins para combater a covid-19 é aumentar a testagem. Segundo ele, o governo adquiriu 10 milhões de testes, que foram repassados para estados e municípios, devendo ser utilizados, prioritariamente, nos grupos de risco.

Durante a entrevista, o empresário também falou sobre outro ponto polêmico: a reabertura do comércio em um momento no qual o vírus não dá sinal de que esteja perdendo força no país.

Para ele, a reabertura deve ocorrer, mas com cuidados, incluindo a medição de temperatura e restrições quanto à quantidade de pessoas. Nos casos de locais onde pode haver aglomerações significativas, como as academias, o secretário disse que a liberação demorará mais, pois o objetivo é “preservar a vida”.

Legenda Corona

Leia também:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Novo secretário revela planos do governo para combater a covid-19