OMS suspende testes com cloroquina em tratamentos contra covid-19

1 min de leitura
Imagem de: OMS suspende testes com cloroquina em tratamentos contra covid-19
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou, nesta segunda-feira (25), a suspensão dos testes clínicos que usam a cloroquina e a hidroxicloroquina para o tratamento da covid-19. A medida foi tomada até a reavaliação da segurança da droga, depois de um estudo apontar a ineficácia da substância contra a doença, além de aumentar o risco de morte.

Esta interrupção temporária do uso do remédio contempla os testes realizados dentro do projeto “Solidariedade”, lançado em março. A iniciativa reúne hospitais de diversos países, cujos pacientes são recrutados para a realização de ensaios clínicos, utilizando a cloroquina, a hidroxicloroquina e outros tipos de medicamentos.

Segundo o diretor-geral da OMS Tedros Adhanom Ghebreyesus, a suspensão seguirá até que seja feita a revisão dos dados coletados até agora no Solidariedade, para uma avaliação adequada dos “possíveis benefícios e malefícios do medicamento”.

A substância estava sendo usada nos testes do projeto Solidariedade, em parceria com vários hospitais.A substância estava sendo usada nos testes do projeto Solidariedade, em parceria com vários hospitais.Fonte:  Pexels 

Ainda de acordo com ele, apenas os remédios utilizados para tratar malária e doenças autoimunes terão o uso suspenso dentro da iniciativa. Os demais medicamentos, incluindo a combinação lopinavir e ritonavir, isolada ou em conjunto com o interferon-1A, e o Remdesivir, continuam a ser testados.

Estudo motivou a suspensão

O estudo divulgado pela revista científica The Lancet, na última sexta-feira (22), que não comprovou a eficiência da cloroquina e da hidroxicloroquina no combate ao novo coronavírus, foi o principal motivador da decisão tomada pela OMS.

Na pesquisa, realizada com 96 mil pacientes, não foram detectados benefícios dos dois medicamentos no tratamento da covid-19. Além disso, os resultados mostraram um aumento no risco de arritmia cardíaca nos pacientes tratados.

Conforme a cientista-chefe da OMS Soumya Swaminathan, o painel de revisão da entidade incluirá, ainda, dados de outros sete estudos realizados em todo o mundo, para verificar se há problemas semelhantes descritos. A decisão sobre a retomada ou não dos testes com cloroquina sairá em até duas semanas.

Legenda Corona

Leia também:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
OMS suspende testes com cloroquina em tratamentos contra covid-19