NASA escolhe SpaceX, Blue Origin e Dynetics para missão à Lua

1 min de leitura
Imagem de: NASA escolhe SpaceX, Blue Origin e Dynetics para missão à Lua
Imagem: NASA/Divulgação
Avatar do autor

A NASA anunciou, na última quinta-feira (30), as três empresas escolhidas para desenvolver os projetos do sistema de aterrissagem da missão Artemis, que levará astronautas à Lua, em 2024. Foram selecionadas a SpaceX, a Blue Origin e a Dynetics, ficando de fora a Boeing, tradicional parceira da agência nos voos espaciais.

Para esta etapa, a NASA vai destinar US$ 967 milhões, que serão distribuídos entre as companhias lideradas por Elon Musk (SpaceX) e Jeff Bezos (Blue Origin), além da Dynetics. Nos próximos meses, elas trabalharão em conjunto com os engenheiros da agência espacial americana, na avaliação e refinamento dos projetos.

Em fevereiro de 2021, o órgão escolherá um ou dois dos projetos apresentados, para a realização de testes adicionais do sistema de aterrissagem, que é a peça final da Artemis. A arquitetura da missão já inclui a nave Orion e o foguete Space Launch System (SLS).

Os projetos escolhidos têm importantes diferenças.Os projetos escolhidos têm importantes diferenças.Fonte:  NASA/Divulgação 

A missão Artemis marcará a volta do homem à Lua após mais de 50 anos. O ambicioso projeto, que deve contar com a primeira mulher a pisar no solo lunar, visa estabelecer uma presença humana sustentável e de longo prazo no satélite.

Os projetos escolhidos

Os três sistemas de aterrissagem escolhidos pela NASA para esta etapa de avaliação são bastante diferentes. O projeto da SpaceX, por exemplo, se concentra na enorme sonda Starship, que seria capaz de levar até 100 toneladas de carga para a superfície da Lua.

No caso da Blue Origin, o sistema de três estágios inclui um veículo de descida, um de subida e um estágio de transferência. O modelo, parecido com o módulo de aterrissagem da missão Apollo, foi desenvolvido em parceria com as empresas Lockheed Martin e Northrop Grumman.

Já o projeto da Dynetics consiste em uma estrutura única, sem etapas separadas de subida e descida. A mesma espaçonave seria responsável pelo pouso e a decolagem do solo do satélite.

NASA escolhe SpaceX, Blue Origin e Dynetics para missão à Lua