NASA revela orçamento bilionário para nova missão à Lua

1 min de leitura
Imagem de: NASA revela orçamento bilionário para nova missão à Lua
Avatar do autor

A Casa Branca divulgou que solicitará um aumento de 12% no orçamento da NASA para o ano fiscal de 2021. Dos US$ 25,2 bilhões que a agência receberá, aproximadamente metade será utilizado pelos programas que pretendem levar os astronautas à Lua em 2024, através do Programa Artemis, que levará a primeira mulher ao satélite. O objetivo é que este próximo voo seja a primeira etapa de uma futura missão com destina a Marte.

Do valor restante US$ 6,3 bilhões serão destinados a pesquisas científicas, US$ 3,5 bilhões ficarão para serviços de segurança, proteção e missão, além de reparos ambientais e de construção. Ainda terá US$ 1,6 bilhão destinado à tecnologia de exploração e US$ 819 milhões à pesquisa aeronáutica.

Por outro lado, o pedido de orçamento feito por Donald Trump, deixa de lado outros investimentos, alguns dos quais já estavam sendo atacados pelo presidente desde quando assumiu o cargo. Serão dois telescópios da NASA, dois satélites de ciências da Terra e políticas nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM).

Os dois principais projetos que serão deixados de lado são o telescópio espacial WFIRST — Wide Field Infrared Survey Telescope (Telescópio de pesquisa por infravermelho de campo amplo, em tradução direta) — e o telescópio voador SOFIA — Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (Observatório Estratosférico de Astronomia Infravermelha, em tradução direta).

SOFIA (esq.) e WFIRST (dir.) (Fonte: NASA/Divulgação)
SOFIA (esq.) e WFIRST (dir.) (Fonte: NASA/Divulgação)

Os valores apresentados pela Casa Branca ainda podem sofrer alterações até o início do ano fiscal de 2021, em outubro. A proposta ainda precisa ser aprovada no congresso antes de ser oficializada.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
NASA revela orçamento bilionário para nova missão à Lua