Cientistas criam estufa capaz de cultivar vegetais até em Marte

1 min de leitura
Imagem de: Cientistas criam estufa capaz de cultivar vegetais até em Marte
Avatar do autor

Pesquisadores do Centro Aeroespacial Alemão estão desenvolvendo projetos que podem servir tanto para a Terra quanto para futuros planetas colonizados. A equipe atualmente gerencia a EDEN ISS, uma espécie de estufa em que é possível cultivar alimentos bem variados, independente das condições externas.

Com isso, os cientistas podem desenvolver formas fechadas de agricultura em desertos e locais muito frios, por exemplo, ou até em missões em outros planetas — algo no estilo "Perdido em Marte", mas com Matt Damon tendo um equipamento profissional e próprio para as batatas.

Sob a coordenação de Paul Zabel, a equipe passou um ano na Antártida cultivando vegetais sob luz artificial e sem a utilização de solo próprio. O resultado foi quase todo positivo: muito menos energia do que o esperado foi gasta e os alimentos eram o suficiente para um pequeno contingente de seis pessoas.

Fonte da imagem: DLR/Reprodução

Entretanto, ainda é preciso reduzir bastante a carga de trabalho em manutenção, já que manter tudo operando ainda é complicado: o responsável precisava de três a quatro horas por dia para manter a horta.

Ao todo, a EDEN ISS permitiu o cultivo de pepino, alface, tomate em uma área de 12,5 m². A unidade de estufa pode existir isoladamente ou ser um "cômodo" em uma estrutura maior, como uma base de pesquisas ou uma colônia espacial.

Fonte da imagem: DLR/Reprodução

O gosto dos alimentos não sofreu diferenças drásticas e comer "alimentos de verdade" até aumentou a auto-estima da equipe. Conceitos diferentes da estufa devem ser desenvolvidos para a utilização futura em missões espaciais ou sob condições extremas de calor.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Cientistas criam estufa capaz de cultivar vegetais até em Marte