O esquema que simula a comunicação das baleias e pode servir aos humanos.(Fonte da imagem: Popular Science)

A comunicação entre mergulhadores ou cientistas que pesquisem o fundo do mar é um dos maiores desafios das pesquisas na área de tecnologias submarinas – mas parece que agora ela pode avançar.

De acordo com a Popular Science, Cientistas da Universidade de Stanford estão estudando a comunicação das baleias que vivem em profundidades avançadas, como as orcas. Elas modificam a pressão do próprio ouvido para igualá-la com a do ambiente ao redor, melhorando a audição. Os pesquisadores estão desenvolvendo um “hidrofone”, que pode fazer algo parecido com a voz humana.

O sensor tem três diafragmas de silicone, quase invisíveis a olho nu e com vários poros que permitem a passagem da água. Quanto maior a profundidade da pessoa, mais água flui pelo aparelho, tornando-o mais sensível ao som.

Ainda assim, é difícil detectar o que cada movimento significa. Para isso, cabos de fibra óptica contendo um laser e um detector são usados para “ler” a vibração dos diafragmas causadas pela água e tentar traduzir os sinais em sons.

Cupons de desconto TecMundo: