Imagem de: Helicóptero da NASA que irá a Marte está em fase final de testes

Helicóptero da NASA que irá a Marte está em fase final de testes

1 min de leitura
Avatar do autor

O Mars Helicopter Scout, drone que será pilotado remotamente em Marte, está em fase final de preparação para a missão espacial marcada para 2020. A equipe responsável pelo projeto tem se mostrado muito otimista, e a expectativa é de que tudo esteja acertado até o fim deste ano.

Em janeiro, os engenheiros e pesquisadores do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA testaram o funcionamento do MHS em uma câmara atmosférica integrada a um sistema de gravidade. De acordo com a equipe da JPL, esse teste era um dos mais aguardados, pois desde que o projeto teve início não havia nenhuma certeza sobre as possibilidades.

Após os resultados positivos, o equipamento passou por diversos outros exames, como de engenharia e segurança, para avaliar se a sonda espacial seria capaz de segurá-lo e se ele resistiria ileso às vibrações do lançamento e da aterrissagem.

(Fonte: NASA)

No mês passado, o Mars Helicopter recebeu a instalação de um painel solar e passou por mais testes nos rotores. De acordo com a JPL, a previsão é de que as avaliações sejam finalizadas durante o verão (norte). Se tudo correr bem até lá, o próximo passo será levá-lo para High Bay 1 e integrá-lo ao rover Mars 2020, que já está pronto. Quando isso acontecer, ele somente se separarão ao chegar em Marte.

Previsto para 2020

A previsão é de que o Mars Helicopter e o Mars 2020 sejam lançados em julho do próximo ano, a partir de Cabo Canaveral, na Flórida, em um foguete Atlas Launch. A chegada ao Planeta Vermelho deverá ocorrer em 18 de fevereiro de 2021, quando aterrissará na cratera de Jezero, que será o foco principal dos estudos da missão.

De acordo com a NASA, o helicóptero não contará com nenhum tipo de instrumento científico, além de uma câmera especial. Segundo a Agência Espacial Americana, o principal objetivo desse projeto é provar que é possível pilotar um drone remotamente em outro planeta.

A NASA está um tanto humilde em relação ao projeto, uma vez que o considera apenas como um demonstrador tecnológico, mas salienta que pode ser um caminho para encontrar melhorias em futuras missões.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Helicóptero da NASA que irá a Marte está em fase final de testes