Quem conhece Richard Branson, fundador da Virgin Galactic — empresa comercial de viagens siderais —, sabe que não é novidade o seu intuito de visitar o espaço a bordo das naves da sua companhia. Agora, parece que o desejo do magnata pode estar ainda mais próximo; isso porque, em uma entrevista, ele disse que espera que seu voo esteja "a meses de distância, não anos" e que está passando por treinamento para ter certeza de que está pronto.

Segundo o bilionário de 67 anos, "estamos falando de meses, não anos — por isso, está perto. Há tempos emocionantes pela frente”. Ele ainda completou, a respeito das atividades de adaptação: "Eu estou fazendo treinamento de astronautas, fitness, centrífuga e outros, para que meu corpo aguente bem quando eu for para o espaço”.

É importante dizer que todos os astronautas são obrigados a passar pelo treinamento de força G, que imita a experiência do lançamento e da viagem pela atmosfera da Terra.

Não podemos esquecer que, no início de 2018, a Virgin Galactic realizou um voo de teste supersônico de seu foguete SpaceShipTwo. Esse foi um retorno para a empresa depois do acidente no deserto californiano em 2014, no qual um piloto morreu e outro ficou ferido.

A viagem do empresário, que está ansioso para ser um dos primeiros turistas espaciais, seria um símbolo de confiança para a companhia de que a sua tecnologia é segura o suficiente para carregar os passageiros. Porém, apesar de já imaginarmos que os passeios iniciais serão incrivelmente caros, a grande questão é se, depois, a empresa realmente tornará a experiência acessível para pessoas não tão abastadas quanto Branson.

Cupons de desconto TecMundo: