Outro plano da agência espacial chinesa é construir um avião espacial reutilizável que vai poder ser usado no turismo

A agência espacial chinesa revelou seus planos e tudo o que quer realizar até o ano de 2040 em busca da conquista do espaço e, entre os projetos mencionados, pode estar a criação de uma nave espacial movida a energia nuclear. A ideia é baratear os custos das viagens para que seja possível concorrer com outros países nos lançamentos.

Além disso, a China continua trabalhando em sua “linha” de foguetes Long March, com a oitava edição da nave espacial ficando pronta em alguns anos. Outro plano da agência espacial chinesa é construir um avião espacial reutilizável que vai poder ser usado no turismo, levando passageiros comuns para ver o espaço no limiar de nossa atmosfera. A ideia é que ele fique pronto até 2025.

astronautas chinaAstronautas chineses se apresentam em evento da agência espacial da China

Reciclando

Os planos também incluem tornar a linha Long March reutilizável, para baixar ainda mais os custos de lançamento. É algo que já vem sendo feito pela SpaceX, empresa aeroespacial norte-americana de Elon Musk, que já conseguiu recuperar com sucesso foguetes lançados mais de uma vez.

Os veículos de lançamento serão usados para várias viagens de ida e volta, praticando mineração de asteroides para explorar recursos espaciais e construindo projetos grandes, como uma estação para captar energia solar no espaço e, claro, as naves movidas a energia nuclear, um dos principais focos do planejamento chinês.

Cupons de desconto TecMundo: