Twitter da Roscosmos, o corpo governamental responsável pelo programa espacial russo, divulgou, anunciou uma parceria feita com a NASA para a exploração do espaço. Essa cooperação entre as duas agências já era tema de rumores e foi confirmada hoje também pela organização norte-americana em seu site oficial.

A ideia é que haja a cooperação entre os dois países em uma nova missão para a Lua, a chamada Deep Space Gateway. Trata-se de uma base lunar que deverá orbitar o satélite da Terra e que tem data prevista de início de projeto em 2020. Além da Rússia, é provável que outras nações tenham interesse em participar da empreitada que tem diversos objetivos, sendo um deles o estudo do espaço sideral.

Esforço conjunto

A base deve ser construída por uma força conjunta de seis empresas, sendo uma delas a Boeing, famosa fabricante de aeronaves. Ela vai poder servir, também, como hospedagem provisória para tripulantes de uma possível missão para Marte, e vai possuir quartos e outras dependências para suprir as necessidades dos astronautas.

A declaração da Roscosmos também descreve um plano para criar um conjunto de padrões técnicos internacionais para a estação espacial lunar entre outras coisas. Especificamente, tanto as portas de ancoragem quanto os sistemas de suporte de vida serão baseados no design russo, visto que eles já possuem experiência em gerenciar uma estação espacial – no caso, os atuais sistemas de suporte de vida a bordo da ISS estão na seção russa, chamada Zvezda.

Cupons de desconto TecMundo: