Se você está de olho nas notícias que publicamos aqui no TecMundo, deve se lembrar que recentemente o GoFundMe encerrou algumas campanhas de financiamento que visavam ajudar James Fields Jr., acusado de ter causado o incidente em Charlottesville no último sábado (12). Entretanto, algumas outras que estavam em andamento para ajudar as vítimas desse evento tiveram bons resultados.

Segundo o próprio GoFundMe, foi possível arrecadar mais de US$ 800 mil para as vítimas de Charlottesville. Esse montante será revertido em ajuda nos gastos com despesas médicas das  pessoas que ficaram feridas durante o protesto contra a marcha de extrema-direita dos Estados Unidos.

Uma segunda campanha foi realizada para ajudar Tyler Magill, outra vítima que sofreu um derrame após ser atacado por um dos participantes da marcha e que possivelmente vai precisar de acompanhamento fonoaudiológico e outras formas de reabilitação física. Mais de 2,6 mil pessoas contribuíram com mais de US$ 100 mil para esse fim – e tudo isso em apenas um dia.

“Somos privilegiados por ver como a comunidade do GoFundMe tem se tornado cada vez mais generosa com o passar do tempo. Quando a tragédia chega, eles estão prontos para abrir seus corações – e as carteiras – para aqueles mais necessitados”, comentou Rob Solomon, diretor-executivo do GoFundMe, ao The Washington Post.

Somos privilegiados por ver como a comunidade do GoFundMe tem se tornado cada vez mais generosa com o passar do tempo

Relembrando fatos passados

A história de Charlottesville já teve mais alguns desdobramentos. No início da semana, o Facebook apagou alguns links que zombavam de Heather Hayer, vítima fatal do incidente ocorrido nos Estados Unidos, e o acusado de provocar a morte dela e os ferimentos em várias outras pessoas está aguardando um novo julgamento, agendado para acontecer no dia 25 de agosto.

Cupons de desconto TecMundo: