Ao longo do tempo de vida da família Game Boy, a Nintendo – assim como uma infinidade de empresas parceiras – criou uma série de acessórios para incrementar a experiência com esses portáteis. Adiantando-se consideravelmente aos celulares, uma das primeiras versões do console de bolso ganhou até mesmo uma câmera bem básica, capaz de tirar fotos P&B em baixíssima resolução. O mais interessante disso tudo? O gadget está sendo usado, nos dias de hoje, para tirar fotos completamente old school do espaço.

Lançada em 1998, a Game Boy Camera não é exatamente um primor de qualidade e definição. Mesmo à época de sua chegada ao mercado, o produto era mais divertido do que propriamente útil, servindo para clicar cenas ou selfies pixelizadas. Pudera, já que o sensor CMOS do brinquedinho só era capaz de fazer capturas em 2 bits e em uma resolução de 112x128 pixels. Essas limitações, no entanto, não se mostraram proibitivas para Alexander Pietrow, que resolveu adicionar o item a um antigo telescópio.

Que bonito esse setup, hein?

O projeto do entusiasta da astronomia foi mais ousado do que parece, já que ele utilizou um adaptador de acessórios para smartphones para acoplar a câmera a um telescópio histórico da Universidade de Leiden, nos Países Baixos. O equipamento de observação é consideravelmente mais antigo que o dispositivo eletrônico, tendo sido inaugurado em 1838. A combinação, no entanto, parece ter dado certo, já que Pietrow conseguiu fazer fotos incríveis e bem “gameboyzísticas” dos astros.

Ok, quase não há detalhes e Júpiter, embora gigantesco no espaço, só tem meia dúzia de pixels nas imagens clicadas, mas tudo tem uma aura extremamente geek. Entre as dezenas de pontos que completam as imagens feitas pelo rapaz, foi possível identificar até algumas das luas do planeta gasoso – um feito e tanto no meio da figura de altíssimo contraste. E aí, quanto tempo até alguém enviar um kit mais compacto com a Game Boy Camera para fora da Terra para conseguir imagens ainda mais impressionantes, hein?

Cupons de desconto TecMundo: