Os mais avançados métodos de biometria estão prestes a ser substituídos por sistemas capazes de usar pensamentos como senhas, já sabemos. Mas até que ponto a leitura de ondas cerebrais deve ser usada para a coleta de dados pessoais?

Acontece que, segundo uma pesquisa publicada pela Universidade de Tecnologia do Texas (EUA), um simples eletroencefalograma (EEG) agora pode ser usado para que informações privadas sejam reveladas. Gadgets que usam a força do pensamento para controlar máquinas já existem. Mas “você não sabe o que o aplicativo está registrando ou o que [os criadores desse app] vão fazer com essa informação”, observa Abdul Serwadda, um dos cientistas responsáveis pelo estudo.

E tudo com base em nada mais que em EEG

Sua privacidade por água abaixo?

Segundo explica Richard Matovu, também autor do mais recente experimento, o emparelhamento de um sistema de aprendizado aos resultados de um EEG pode revelar, por exemplo, se uma pessoa é ou não alcoólica. Para provar o quão invasiva a simples leitura de um encefalograma pode ser, os cientistas usaram dados de um grupo composto por pessoas anônimas: alcoólicas e não alcoólicas.

Imagine se [esses dados] fossem disponibilizados ao público e se companhias de seguro ficassem cientes das informações

O resultado? Vinte e cinco por cento (25%) dos indivíduos submetidos aos testes foram corretamente identificados como alcoólicos após a calibração da máquina para a identificação dos que são viciados ou que possuem tendência ao alcoolismo. “Não ficamos surpresos, pois sabemos que o sinal do cérebro é muito rico em informações”, disse Serwadda. “Mas é assustador. [Essa tecnologia] está prestes a ser popularizada, e você pode descobrir muitas informações sobre os usuários”.

Doenças mentais ou problemas de aprendizado também podem ser delatados pelo sistema

Problemas de aprendizagem, doenças mentais e outros quadros também poderiam ser diagnosticados pelo sistema a partir de nada mais que um EEG. “Imagine se [esses dados] fossem disponibilizados ao público e se companhias de seguro ficassem cientes das informações. Seria terrível”, comenta ainda Serwadda.

Apesar de não haver previsão para a disponibilização imediata dessa tecnologia, fato é que a possibilidade de “leitura de segredos” agora existe. Saiba mais sobre o que o futuro reserva ao poder dos seus pensamentos nesta página.

Cupons de desconto TecMundo: