Durante a CES 2017, o CEO da NVIDIA, Jen-Hsun Huang, deu uma entrevista a um grupo de jornalistas um dia após a conferência geral da empresa. O TecMundo marcou presença na conversa, que teve como tema central inteligência artificial e carros autônomos. Huang fez uma série de comentários sobre o assunto e explicou que a NVIDIA tem uma grande vantagem nesse segmento sobre as suas concorrentes por ter criado uma plataforma realmente viável para esse mercado.

Todas as empresas que estão fabricando ou experimentando com carros autônomos usam hardware da NVIDIA

Tanto é que praticamente todas as empresas que estão fabricando ou experimentando com carros autônomos e semiautônomos usam hardware da NVIDIA para colocar inteligência artificial dentro de um veículo e torná-lo seguro o suficiente. Fora esse tema central, falamos ainda do lançamento do primeiro monitor gamer 4K com HDR e G-Sync feito na CES 2017 e também sobre os mais de 30 novos PCs que chegaram à feira com placas gráficas GeForce.

“Todas as principais fabricantes estão trabalhando em dispositivos finos, compactos. Eles podem ser melhores que um PS4 [em termos gráficos] e terem o formato de um notebook comum”, exemplificou Huang durante a coletiva.

Uma I.A para cada tarefa

Talvez você ainda não tenha lido muito sobre o assunto ou simplesmente tenha deixado passar despercebido, mas os carros autônomos que conhecemos hoje e que estão sendo desenvolvidos por uma série de empresas (Tesla, Faraday Future, Google e várias outras) só existem por conta da evolução alcançada em inteligência artificial ou I.A nos últimos anos.

Contudo, ainda não temos um software desse tipo capaz de lidar com várias tarefas complexas ao mesmo tempo. O que existe hoje são várias aplicações relativamente independentes que usam aprendizado de máquina para “ganhar experiência” a partir de um treinamento feito com grandes quantidades de dados sobre o que estão aprendendo. Basicamente, quem cria uma inteligência artificial precisa, em seguida, ensiná-la a fazer alguma coisa.

Um veículo pode funcionar com várias inteligências artificiais em seu sistema

No caso dos carros autônomos e semiautônomos, cada atividade do veículo fica sob a responsabilidade de uma aplicação distinta. Ou seja, o mesmo automóvel pode funcionar com várias inteligências artificiais em seu sistema.

Elas se comunicam para conseguirem entregar uma experiência coesa e mais completa, mas essencialmente fazem suas atividades sozinhas: uma monitora obstáculos e outros veículos na rua, outra reconhece elementos de perigo, outra fica de olho apenas na sinalização e por aí vai. Os resultados conseguidos por todas elas é unificado em tempo real, e, com isso, carros como o Model S, da Tesla, já conseguem navegar por aí com bastante independência.

O que a NVIDIA faz

É importante ressaltar que, apesar de estar trabalhando em um hardware especial para possibilitar a inserção de inteligência artificial em carros, a NVIDIA não necessariamente cria esses softwares para empresas como a Tesla e a Google. Essas parceiras trabalham junto, mas o papel principal da fabricante de GPUs é o de oferecer a plataforma que consiga dar conta do software desenvolvido pelas fabricantes dos automóveis.

Isso quer dizer que o papel da NVIDIA no mundo dos carros autônomos hoje é fornecer a GPU ou placa mais poderosa focada em I.A para que suas parceiras consigam implantar suas ideias em veículos móveis e relativamente compactos. O esforço em torno disso gerou o Drive PX e o Drive PX2, as plataformas para veículos inteligentes da NVIDIA.

“Bem antes de isso ser algo legal e popular, a gente já trabalhava em inteligência artificial. Por isso, hoje o Drive PX é a única plataforma disponível no mercado”, esclareceu Huang. Ele ainda comentou que a empresa considera estar cerca de três anos à frente das concorrentes na fabricação desse hardware. Ou seja, eles só esperam ter alguma concorrência de fato para essa plataforma lá por 2019.

Huang ainda comentou que sua empresa está focando no desenvolvimento de GPUs para inteligência artificial há cerca de uma década, e só agora o trabalho da companhia está rendendo frutos mais palpáveis para os consumidores. Fora isso, ele acredita que existem benefícios claros em uma revolução inteligente dos carros.

Eu mesmo dirijo um Model S e acho que melhora a segurança todo dia para mim

“Estamos interessados nisso porque transporte é uma coisa muito importante na nossa sociedade, é o tecido da sociedade. Nós amamos carros. Eu mesmo dirijo um Model S e acho que melhora a segurança todo dia para mim”, comentou.

No fim desse tópico, Huang ainda explicou que, apesar de “carros autônomos” parecer algo muito longe do negócio central da NVIDIA, faz sentido para a empresa estar presente e liderando o segmento.

“Temos muitas pessoas trabalhando em I.A, mas tudo o que fazemos é focado em GPUs. A gente sempre escolhe muito bem o que vamos fazer. Tem que ser algo importante, tem que ser algo no que podemos ser bons e tem que ser difícil. Mas tudo o que formos fazer é baseado em GPUs, é só isso que a gente faz”, disse Huang.

A NVIDIA ainda revelou que está trabalhando com mais de 1,5 mil startups pelo mundo, muitas focadas em I.A. Houve ainda uma conversa sobre o novo SHIELD, sobre o qual você pode conferir mais detalhes aqui.

Cupons de desconto TecMundo: