Henrik Fisker não pretende brinca em serviço: responsável pelos desenhos de carros como a BMW Z8, Aston Martin DB9 e V8 Vantage, e participando do design original do Tesla Model S – além de ter sua própria criação, o Fisker Karma –, o designer dinamarquês finalmente, depois de alguns teasers, revelou seu mais novo carro. Chamado de Fisker Emotion, o veículo é elétrico e vem com a clara intenção de fazer frente à dominância exercida pelo sedã de Elon Musk.

A maior vantagem do Emotion, e o que chama mais a atenção, é a sua autonomia: são 650 quilômetros, a maior entre os elétricos da atualidade – o Tesla Model S, para efeitos comparativos, é de 560 quilômetros. Fisker afirma que a carga necessária para rodar tudo isso poderá ser obtida em apenas nove minutos. Isso mesmo: seu carro estará pronto para percorrer mais de 600 quilômetros em menos de dez minutos.

A façanha deve ser obtida através do que Fisker descreve como “o estado da arte” na química da bateria de grafeno que é utilizada, com a maior densidade de energia já vista no mundo, desenhada também pelo dinamarquês e feita pela divisão especializada na tecnologia, a Fisker Nanotech.

De quebra, o veículo conta também com direção autônoma e conectividade com o ambiente – o que significa que ele está pronto para receber uma possível atualização para autonomia completa no futuro. Essa parte fica a cargo de um sensor LiDAR que fica posicionado na grade dianteira do veículo. A expectativa é que, quando sair da fábrica, o Emotion tenha um nível de autonomia entre três e quatro (nós já explicamos sobre isso aqui também).

O software para isso deverá ser desenvolvido por uma empresa externa, já que Fisker acredita que isso vai fazer com que os custos fiquem mais baixos e a eficiência da produção seja maior.

Por ser um elétrico e sair das mãos de alguém que tem como foco principal a parte de design, o Emotion conta com um interior amplo e espaçoso. “Toda a cabine foi movida para a frente e nós baixamos o capô para favorecer a aerodinâmica”, explica Fisker. “Por se tratar de um modelo elétrico, nós conseguimos criar um design mais esportivo e dinâmico com o mesmo espaço interno de um sedã de luxo”.

Para ajudar na parte do desempenho e alcançar a autonomia expressiva, a estrutura do carro é feita em fibra de carbono e alumínio, de forma que o peso total no fim deve ser mais baixo para compensar o pesado sistema motriz elétrico.

A produção do Fisker Emotion vai ficar a cargo da VLF, mas detalhes a respeito do preço, data de lançamento e, como já dito, informações a respeito das funções autônomas do carro, ainda são escassos.

Vale lembrar que o Fisker Karma, o primeiro modelo próprio do designer e que pode até ser considerado um "carro a frente do seu tempo", não deu muito certo, mas foi ressuscitado por uma companhia chinesa no ano passado.