A entrada da arena da Campus Party Brasil 2011

Fonte da imagem: Baixaki

Começou na segunda-feira (17) a entrada dos 6.800 campuseiros no pavilhão da Imigrantes, em São Paulo. O objetivo maior é compartilhar experiências e informação nas mais diversas áreas: das Mídias Sociais à Astronomia, sem esquecer da Segurança de Redes e do Casemodding. Lá no meio, dois enviados especiais do Baixaki trarão diariamente os pontos altos da programação e as novidades que aparecerem nas áreas dedicadas a cada tema.

Se você nunca ouvir falar da Campus Party Brasil talvez se assuste com a estrutura do evento que é o maior na área de tecnologia, criatividade, inovação e principalmente compartilhamento de ideias do mundo.

Como tudo começou

O evento começou na Espanha, em 1997, quando Paco Ragageles, então produtor de um canal de TV, recebeu um grupo de jovens – o EnRED – que havia criado uma pequena “LAN Party” em um centro de convivência da cidade de Benalmádena.

Nos anos seguintes, a pequena festa de conectividade e troca de experiências, com a participação de Ragageles e vários outros membros do EnRED, cresce e acaba se tornando uma organização para projetar ainda mais os ideais do grupo inicial.

Campus Party Brasil

Fonte da imagem: Campus Party

No Brasil, o evento chegou em 2008 e superou todas as expectativas. A primeira edição não europeia da Campus Party ultrapassou a marca de 3.300 participantes, e mais de 100 mil visitantes diários ocuparam as 360 atividades oficiais da primeira edição brasileira. No mesmo ano, a Colômbia também recebeu sua versão do evento.

Sempre preocupada em trazer informação, cultura e responsabilidade social, a organização da Campus Party não se limita a levar conexão de banda larga a uma quantidade enorme de pessoas durante a semana do evento. 

Área de Inclusão Digital da Campus Party Brasil 2011

Fonte da imagem: Baixaki

Em 2009 e 2010, por exemplo, a Campus Party Brasil apresentava, entre as áreas de conteúdo, a seção de Inclusão Digital, que apresentou o computador e a internet a milhares de pessoas de comunidades carentes e estudantes de escolas públicas. Em 2011 essa ação se repete, com apoio da Prefeitura de São Paulo.

Sejam felizes!

Essas foram as palavras da organização mundial da Campus Party ao abrir a edição brasileira. Independente do caminho que cada um escolhe para isso, o evento permite encontrar amigos que, muitas vezes, só entram em contato via mensageiros instantâneos ou Twitter.

Ao contrário do que a maioria pensa, os campuseiros não passam o dia grudados no computador, baixando a internet inteira. O maior consumo de banda dentro da arena é para upload, mostrando que a produção de conteúdo é o forte dos participantes.

Palestras nas áreas de conteúdo são ponto alto da Campus Party

Fonte da imagem: Baixaki

Além disso, as palestras e conferências oficiais – complementadas pelas desconferências organizadas ali mesmo pelos participantes – geram oportunidades de sobra para se desgrudar do computador, ainda que a conversa seja, muitas vezes, sobre informática ou tecnologia em geral.

Grandes nomes...

Como todo grande evento, a Campus Party também conta com a atração de grandes nomes para chamar participantes. Em 2011, personalidades do mundo da informática e também da política são alguns dos grandes destaques.

Tim Berners-Lee

Fonte da imagem: Wikipedia

Na terça-feira (18) a arena recebe em seu palco principal o ex-vice-presidente americano Al Gore, conhecido ativista pelo meio ambiente, e Tim Berners-Lee (o “pai” da World Wide Web)  para discutirem o futuro da internet.

O papel do jovem e dos estudantes será debatido também na terça-feira (18) pelo engenheiros Michael Comberiate, da NASA, e o brasileiro Marco Figueiredo, que presta consultoria para a agência espacial americana.

Um dos maiores defensores do software livre no mundo, John “Maddog” Hall volta ao palco principal da “#CPBR4” – como o evento é chamado no Twitter – na quarta-feira (19) para trocar experiências sobre a utilização dos aplicativos de código aberto em diversos ambientes.

Tatiana Rappoport

Fonte da imagem: Campus Party

Para terminar a quarta-feira (19) com chave de ouro, a física brasileira Tatiana Rappoport fará palestra sobre a spintrônica, técnica de produção de componentes que você já viu aqui mesmo no Baixaki. Naturalmente, a palestra da doutora em Física pela UFRJ será muito mais desenvolvida e trará exemplos mais próximos do real do que aqueles mostrados no nosso artigo.

Voltando a falar especificamente de internet, a  quinta-feira (20) abre o palco principal para Stephen Crocker, membros da equipe que criou a Arpanet, antecessora da rede que conhecemos hoje.

Jovem Nerd

Fonte da imagem: Campus Party

Dos criadores da plataforma para aqueles que a exploram, o Jovem Nerd, um dos maiores blogs e podcasts do Brasil quando o assunto é cultura nerd, tomam conta da arena na sexta-feira (21). Os blogueiros Alexandre Ottoni e Deive Pazos foram uma das atrações de maior sucesso na área de blogs da Campus Party em 2010, e ganharam o palco principal na nova edição do evento.

A sexta-feira (20) termina com mais conversa sobre a cultura livre, com a presença de Kul Wadhwa, diretor gerente da Wikimedia Foundation/Wikipedia.

Para concluir a agenda das grandes atrações, o sábado também conta com duas presenças de peso, ambas estrangeiras. No começo da tarde o editor da Wired UK Bem Hammersley vai motivar os campuseiros a criar e a desenvolver seu potencial ao máximo.

Steve Jobs e Woz na época da criação da Apple Computers

Fonte da imagem: Woz.org

Porém, para muitos, o grande nome da Campus Party Brasil em 2011 será o último a ocupar o palco principal: o “Woz”. Steven Wozniak, o nome ao lado de Steve Jobs no surgimento da Apple, falará – com seu humor característico – sobre tecnologia, desenvolvimento e, com certeza, sobre o que mais lhe vier à cabeça.

... e grandes mentes

Apesar das palestras com figurões, o grande atrativo da Campus Party é a interação entre gente de todos os lugares. Blogueiros, twitteiros, profissionais das mais diversas áreas e, a bem dizer, qualquer pessoa que esteja na arena é motivo para participar do evento.

Jogar com um desconhecido pode ser o início de uma relação ainda maior, graças à Campus Party

Fonte da imagem: Baixaki

Abordando interesses dos mais diversos, as áreas menores discutem temas atuais de maneira mais pontual e com muito mais participação da audiência, assim conseguindo o objetivo maior da reunião: compartilhar.

Negócios, parcerias e projetos podem surgir de um singelo “sente aqui” no sempre lotado restaurante ou de um tweet enviado enquanto se assiste uma palestra. No fim das contas, a Campus Party é um enorme centro de convivência em que pessoas com interesses afins podem, por acaso, se encontrar e descobrir que a internet é, de fato, apenas uma ferramenta para aproximar indivíduos.

.....

O evento está apenas começando, com as primeiras atrações – tanto no palco principal quanto nas áreas de conteúdo – acontecendo a partir das 13h de hoje (terça-feira, 18). O panorama geral que você conheceu aqui neste artigo fará muito mais sentido a partir de sábado, após o encerramento da Campus Party Brasil 2011.

Para acompanhar o dia a dia dentro da arena no pavilhão da Imigrantes, fique ligado aqui no Baixaki, que os nossos correspondentes estarão contando em detalhes tudo o que acontecer no maior evento de entretenimento digital do mundo!

Cupons de desconto TecMundo: