Mais um problema foi adicionado na área de redes móveis para a Copa do Mundo de 2014: fora o problema da frequência do 4G brasileiro não ser compatível com todos os aparelhos estrangeiros, o serviço de telefonia na região dos estádios durante os jogos não deve ser de alta qualidade.

A informação partiu do próprio ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que confirmou nesta terça-feira (27) uma possível lentidão nas conexões durante uma audiência pública no Senado sobre o torneio, que começa em 12 de junho.

O problema, segundo ele, é que cerca de 60 mil pessoas podem querer postar uma foto ou enviá-la para algum serviço ao mesmo tempo — e nesses casos, mesmo com antenas dedicadas, a velocidade atingida pode não ser a desejada. Bernardo comparou a Copa do Mundo a outros eventos que reúnem uma alta quantidade de pessoas, como o Reveillón do Rio de Janeiro e o Círio de Nazaré, em Belém, no Pará.

As antenas já estão instaladas na Arena da Baixada, em Curitiba

Segundo o ministro, a disponibilização de WiFi gratuito nos estádios ajuda a aliviar o uso do 4G, já que oferece uma alternativa a mais de acesso à internet em tablets e smartphones. O problema é que metade das arenas (em São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Recife, Fortaleza e Natal) não terão esse serviço normalmente — mas podem instalar antenas improvisadas e próprias para cobrar separadamente pelo serviço.

Cupons de desconto TecMundo: