Durante muito tempo a BMW foi a líder nas vendas de veículos de luxo no mundo todo – 10 anos seguidos para ser mais exato. No entanto, em 2016, o trono da fabricante da Bavária está ameaçado e a ameaça está logo ali, em Stuttgart: a Mercedes-Benz, rival de longa data, está em seu terceiro trimestre vendendo mais no mundo todo (e isso significa que esta será a sua notícia diária sobre a Merc!).

Foram 1,54 milhão de novas Mercedes vendidas nos primeiros nove meses, enquanto a BMW vendeu 1,48 milhão. A diferença pode parecer pouca, mas o desempenho vem sendo estável ao longo do ano todo e tanto a Classe E quanto os SUVs da Merc têm sido os grandes responsáveis pela virada no jogo.

É claro que a BMW não quer deixar barato e já planeja o lançamento de sua nova Série 5 2017, um dos carros-chefes da marca (literalmente). A atualização vem com a intenção de fazer frente à Classe E, por isso o novo carro vai oferecer mais opções de motorização, melhor eficiência energética e mais espaço, mas o grande destaque fica na parte tecnológica: os novos modelos da Série 5 virão com o iDrive 6.0, o mais completo sistema de infotainment da marca e que é herdado da linha de luxo da BMW, a Série 7.

Isso resulta em controle por gestos e por voz e displays maiores, além da projeção de informações no para-brisa. Além dos mimos para o motorista, o investimento na parte de tecnologia voltada para a segurança também foram grandes, com a introdução de um sistema semiautônomo de direção, que inclusive muda o carro de faixa caso o veículo a frente freie bruscamente.

Para reafirmar sua intenção de colocar a Série 5 no topo, a BMW vem investindo pesado em publicidade, retomando inclusive uma franquia de curtas-metragens que servem como propaganda de seus carros estava hibernando desde 2005: o The Hire, que tem Clive Owen como protagonista, ganhou um novo episódio nesta semana e coloca o protagonista a bordo do veículo que nem foi lançado ainda – ele deve chegar nos Estados Unidos em fevereiro de 2017.

A superação da Mercedes, no entanto, não foi bem uma surpresa, já que em 2012 o diretor da empresa, Dieter Zetsche, estabeleceu como objetivo se tornar a principal marca de carros de luxo, ultrapassando a BMW e a Audi até 2020. “Nós determinamos o objetivo há 5 anos de nos tornarmos a marca premium número um e isso deveria acontecer até 2020... Mas parece que estamos bem mais próximos que isso”, disse o executivo.

A Mercedes vem sendo a protagonista de várias notícias no mundo automotivo nos últimos meses: a montadora alemã anunciou que vai lançar uma nova linha de picapes médias, a Classe X, anunciou também que os sedãs da Classe E preparados pela sua divisão esportiva AMG virão com modo drift, já antecipou que está trabalhando em um hipercarro de 1.000 cavalos com motor de Fórmula 1, mostrou um conceito de Van que promete revolucionar o transporte de cargas urbano nos próximos anos e até mesmo barcos a Mercedes pretende fabricar. Ufa!

Não dá pra dizer que o sucesso da Merc é por acaso – e essa disputa está sendo mais do que produtiva para os fãs e clientes. Continuem assim, Mercedes e BMW. Continuem assim.

Cupons de desconto TecMundo: