Se você ainda não viu o filme vazado da Sony Pictures “A Entrevista”, deve estar se perguntado por que os norte-coreanos ficaram tão irritados com a produção cinematográfica que mostra uma conspiração para matar Kim Jong-un, o líder político da Coreia do Norte. Junto com vários outros filmes, documentos e emails vazados do estúdio, o dito filme foi disponibilizado na web, e o vídeo a seguir é a semente de toda essa confusão.

A Sony chegou a cancelar o filme depois de receber ameaças violentas dos mesmos hackers que atacaram seus sistemas há algumas semanas. Hoje, ficou comprovado que o ataque ao estúdio foi de fato realizado por norte-coreanos. Considerando que naquele país apenas algumas poucas pessoas ligadas ao governo têm acesso à web, acredita-se que a ação tenha sido uma ordem “vinda de cima”.

O vídeo que traz a cena da morte de Kim Jong-un chegou a ficar alguns dias no YouTube, mas a Google já está removendo o conteúdo por violação de direitos autorais, mesmo sendo certo que o filme nunca chegará aos cinemas ou DVDs. Se você ainda não viu, é melhor assistir logo. Em breve, esse novo servidor poderá remover o conteúdo também.

Cupons de desconto TecMundo: