Um projeto da NASA que movimentou um crowdfunding de US$ 160 mil e a paixão de diversos cientistas saudosistas acabou de forma triste: a agência divulgou que não será possível religar e reconduzir ao trabalho uma sonda espacial que estava há mais de 40 anos na órbita solar.

A ISEE-3 foi lançada em 1978 para medir os ventos solares, mas foi "aposentada" em 1997 após ficar cada vez mais longe de sua órbita heliocêntrica. Em 2014, veio a ideia de tentar reativá-la: a NASA deu permissão a uma equipe para enviar comandos que tentassem religá-la.

Quase renascida das cinzas

A ideia era deixar a ISEE-3 trabalhando novamente ou fazer com que ela caia na Terra, mas tudo foi por água abaixo no segundo teste: não houve aceleração ou resposta dos motores e não foi possível alterar a trajetória da sonda. Quando o alcance da comunicação entre ela e a agência estiver baixo, os sistemas do módulo serão desligados.

Em um teste anterior, parte da queima dos propulsores aconteceu, o que animou os cientistas. Desta vez, o novo fracasso trouxe a teoria de que aquilo pode ter sido um resíduo de material que ainda sobrou de quando a sonda estava em atividade, e que novas tentativas seriam igualmente inúteis.

Agora, a veterana ISEE-3 continuará "forever alone" em um ponto distante da galáxia — até chegar ao seu destino trágico e ser esquecida até pelos criadores

Cupons de desconto TecMundo: