Você se lembra daqueles flagras de vans da Apple com um misterioso equipamento no topo? As especulações indicavam até que aqueles eram protótipos dos carros autônomos da empresa, mas não é nada disso. O mistério foi finalmente desvendado e não tem nada a ver com um veículo próprio: trata-se de uma futura atualização no sistema de mapas.

De acordo com o site 9 to 5 Mac, os veículos estão capturando ruas para agregar dados em uma plataforma que funcionará no estilo do Google Street View. Essa estratégia ainda deve levar algum tempo para ser expandida para outras cidades e pode ser concluída somente em 2018.

Vale lembrar que quando foram lançados, em 2012, os mapas da Apple viraram piada mundial por conta dos erros crassos de localização e do GPS nada preciso. Desde o início, a empresa usa os serviços de parceiras, como a plataforma TomTom, e só agora decidiu migrar para uma base própria — e essa confusão de usar várias companhias é que resultou no vexame.

Mexendo no time que não está ganhando

Seja para limpar a imagem ou por confiar em uma nova tecnologia, a Apple está pronta para tentar o voo solo na área. Um Apple Maps totalmente nas mãos da empresa resultaria em dados atualizados mais rapidamente e com precisão, além de garantir que a Maçã tenha o controle total do app.

A Apple acredita que a interface do Street View não é nada intuitiva e deve focar bastante na experiência de navegação.

Uma página do Apple Maps atual, com foto puxada do Yelp

Rumores alegam ainda que as câmeras embutidas nos carros estão tirando fotos de fachadas de pontos e rotas comerciais. O "Projeto Gardar", como o serviço vem sendo chamado internamente, teria como objetivo inserir essas fotos no lugar dos retratos amadores puxados do Yelp — novamente se desvinculando de um terceirizado e deixando absolutamente todos os pontos de uma plataforma sob os cuidados e o estilo da Apple. Essa iniciativa pode entrar em ação um pouco antes dos novos mapas.

Cupons de desconto TecMundo: