Como você já deve saber, a Apple lançou ontem (18) um novo modelo de iMac para ocupar o posto de “all-in-one acessível” dentro do portfolio de produtos da marca. Com o preço sugerido de US$ 1.099, o aparelho consagra-se como o computador mais barato da companhia, ainda que seja vendido com configurações mais modestas em relação aos seus irmãos mais velhos.

O único problema é que a companhia de Tim Cook não avisou aos seus potenciais consumidores que o novo modelo não pode sofrer um upgrade em suas peças internas, diferente de todos os outros iMacs disponíveis no mercado. Quem descobriu esse pequeno detalhe foi um redator do site norte-americano Rocket Yard, que adquiriu o produto e teve uma péssima surpresa ao desmontá-lo: o pente de memória RAM (8 GB) é soldado na placa-mãe do gadget, impedindo sua troca por outro componente de maior capacidade.

“Os usuários ficarão permanentemente trancados nos 8 GB de memória, visto que não há nem uma opção para realizar o upgrade de fábrica”, comenta o autor do relato. Vale observar que as edições mais robustas do iMac suportam até 32 GB de memória RAM. Se você planejava adquirir essa nova edição com o propósito de melhorá-la com suas próprias mãos no futuro, é melhor pensar duas vezes.

Cupons de desconto TecMundo: