(Fonte da imagem: Reprodução/Business Insider)

Uma série de emails enviados por Steve Jobs alguns anos antes de sua morte começaram a circular recentemente e alguns deles trazem informações bem interessantes. Um deles chamou bastante a atenção da imprensa internacional nesta última semana. Trata-se de uma mensagem enviada por Jobs cerca de um ano antes de falecer, contendo uma série de questionamentos acerca do futuro da Apple.

No email, Jobs falava sobre as estratégias que deveriam ser seguidas para o ano de 2011. Ele dizia para Phillip Schiller (Vice-presidente de Marketing da empresa) que era necessário se perguntar “Quem somos nós? O que nós fazemos?” quando as estratégias para o ano seguinte fossem traçadas. Jobs também falou sobre a era “Pós-PC”, que demandava aparelhos portáteis mais potentes e leves.

É importante notar que o ex-CEO da Apple deixava bem claro o quanto apostava nos portáteis. Em um trecho do email, Jobs fala que 66% das vendas da Apple eram relacionadas aos produtos “Pós-PC” — smartphones e tablets, por exemplo. Também havia citações dizendo que a empresa deveria investir em comunicações, aplicativos e serviços baseados em nuvens, pois isso seria vital para o ano seguinte.

A Guerra Santa com a Google

No mesmo email, Steve Jobs diz que 2011 seria o ano da “Guerra Santa” com a Google, que na época não tinha o Android tão dominante quanto hoje. Ele disse para Schiller estudar toda as formas com que a Apple iria competir com a Google naquele ano, pois esse planejamento poderia liderar a empresa para caminhos mais interessantes.

(Fonte da imagem: Reprodução/9to5 Mac)

O próprio Jobs admitia que a Google (assim como a Microsoft) estavam mais avançados do que a Apple em algumas questões relacionadas à tecnologia aplicada, mas ainda não haviam encontrado formas de fazer com que aquilo fosse usado para dominar o mercado da forma que a Apple fez.

A origem do email

Este email está sendo usado como uma evidência nas disputas judiciais entre a Apple e a Samsung e pode ser lido na íntegra por este link. A empresa sul-coreana tenta usar a “Guerra Santa” citada por Jobs para provar que a Apple copiou a Google em diversas patentes e pede cerca de US$ 6,9 milhões pelos danos, que devem ser somados a alguns outros valores não especificados.

Ao mesmo tempo, a Apple tenta conseguir US$ 2 bilhões da Samsung por danos causados por infrações a cinco patentes da Apple — o dobro do que foi pago pela mesma Samsung no segundo semestre de 2012. As audiências devem durar pelo menos três semanas, mas há grandes chances de que esse período se estenda de acordo com o surgimento de novas evidências apresentadas pelas duas empresas.

Cupons de desconto TecMundo: