O campus da empresa, em Cupertino. (Fonte da imagem: Reprodução/EMCBlue)

A Apple divulgou nesta quarta-feira (31) o relatório de crescimento da empresa, com dados que revelam a ascensão (ou não) de uma companhia em todo o ano. Mas o dado mais interessante nem é o de lucros ou gastos, mas sim o valor encaminhado para pesquisas e desenvolvimento em 2012: US$ 3,4 bilhões (cerca de R$ 6,8 bilhões), o que significa um aumento de US$ 1 bilhão no que foi investido na área em 2011.

A justificativa da Apple foi a contratação de novos profissionais. Mas, apesar do aumento e de não ser pouco dinheiro, esse número mostra que apenas 2,2% dos lucros da empresa no mesmo período, que foram de US$ 156 bilhões (ou R$ 312 bilhões), são revertidos para projetos de pesquisa. Em comparação com as principais rivais, a economia é ainda mais evidente: Microsoft e Google usam cerca de 15% dos lucros anuais na área, enquanto a Samsung gasta cerca de 6%.

Entre outros dados interessantes do relatório está o crescimento da Apple no Japão (as vendas aumentaram em 94%), do espaço que pertence à empresa (entre lojas, o quartel-general e os centros de dados, agora são 17,3 milhões de m²) e do número de funcionários (passou de 60,4 mil em 2011 para 72,8 mil neste ano). Os documentos podem ser lidos na íntegra clicando aqui.

Cupons de desconto TecMundo: