A maçã mordida de Steve Jobs remete ao Pecado Original, segundo os ortodoxos russos. (Fonte da imagem: Apple)

Que a Apple está cercada de polêmicas judiciais todos já sabem, e ninguém nem estranha mais quando a empresa de Cupertino se envolve em uma nova disputa por questões de patentes. Mas o novo embate envolvendo a Maçã vem diretamente da Rússia e justamente por causa de seu logo.

Cristãos ortodoxos do país euroasiático exigem que o logo de uma das marcas mais valiosas do mundo seja substituído por uma cruz. Isso porque a maçã, fruto-símbolo da companhia, é amplamente reconhecido pelos cristãos como o fruto proibido consumido por Adão e Eva, resultando assim no Pecado Original e, consequentemente, na “queda do homem”.

Por incrível que pareça, a proposta pode ser levada adiante devido a uma nova lei proposta no parlamento russo e que diz respeito a insultos e blasfêmias contra valores religiosos. Conforme o site australiano Christian Today, o presidente Vladimir Putin deve aprovar a lei, visto que foi apoiado pela Igreja Ortodoxa Russa, para a alegria dos cristãos conservadores.

Não satisfeitos apenas com a substituição do “símbolo do pecado” pelo símbolo maior do cristianismo, os ortodoxos pedem ainda a suspenção das vendas da Apple na Rússia e a condenação da empresa por envolvimento em ações antirreligiosas.

Fonte: F5

Cupons de desconto TecMundo: