Na última segunda-feira (8), a loja da Apple do VillageMall, no Rio de Janeiro, foi autuada pelo Procon em uma nova etapa da chamada “Operação Mutley”. Segundo o órgão, que recebeu denúncias de diversos consumidores, a loja havia cometido algumas irregularidades que iam além das questões relacionadas ao atendimento.

Entre os problemas apontados estão o fato de que os clientes que não conseguiram agendar um atendimento precisavam encarar uma fila de até uma hora e 40 minutos. Somado a isso, a loja também não possuía diversos cartazes informativos, o certificado do Corpo de Bombeiros e até mesmo de caixas preferenciais.

A loja também não possuía diversos cartazes informativos, o certificado do Corpo de Bombeiros e até mesmo de caixas preferenciais

“Ausência de preços visíveis aos consumidores de forma clara. Ausência de caixa preferêncial. Ausência de certificados do Corpo de Bombeiros. Ausência de cartaz de combate à violência contra a mulher. Ausência do telefone e do endereço do Procon Estadual no cupom fiscal. Ausência de cartaz do 151. Os fiscais constataram que a fila de espera para assistência técnica era de aproximadamente 1 hora e 40 minutos para quem não havia agendado pela internet”, informou o órgão.

Até o momento, a Apple não se manifestou para dizer quais serão os procedimentos tomados para as irregularidades apontadas pelo Procon.

Problema recorrente

Vale mencionar que essa não é a primeira vez em que a loja da Apple é autuada pelo órgão. Em novembro do ano passado, o Procon havia mencionado que a mesma loja tinha problemas na questão de atendimento ao cliente – especialmente depois que o diretor do órgão de defesa do consumidor foi barrado na porta do estabelecimento por um segurança.

Cupons de desconto TecMundo: