A Apple faz muita propaganda do sensor de batimentos cardíacos do Apple Watch e de todos os componentes do HealthKit. Agora, descobrimos que essa obstinação para divulgar a função não é só puro marketing: ele é realmente muito preciso e deve muito pouco em relação a aparelhos totalmente dedicados ao cálculo.

O engenheiro de som Brad Larson, da Sunset Lake Software, comparou os batimentos cardíacos identificados pelo Apple Watch (as linhas da imagem em preto) com o resultado obtido em um monitor especializado que o rapaz possui em casa, o Mio Alpha (a linha em vermelho).

Como é possível comparar, as linhas são quase idênticas, o que é um ponto positivo do relógio inteligente da Apple. A grande diferença é o período de captura: enquanto o monitor captura batimentos a cada três segundos, o Apple Watch realiza a contagem a cada cinco segundos — algo que cria certa diferença no contorno das duas cores. A forma das linhas, entretanto, é surpreendentemente igual, tornando a tal difeença irrelevante ao levarmos em conta o gráfico postado por Larson.

Vale lembrar que, recentemente, uma polêmica em relação à função também surgiu: tatuagem escuras na região do pulso fazem com que a identificação não seja tão precisa assim.

Cupons de desconto TecMundo: