Alguns consumidores têm reclamado de uma suposta falha no Apple Watch, o relógio inteligente da Apple. De acordo com a CNN, não são muito raros os casos em que os aparelhos deixam de medir os batimentos cardíacos e de enviar notificações para os usuários. Agora, uma nova informação do site iMore explica os motivos pelos quais isso tem acontecido com muitos usuários.

Segundo algumas análises, o problema tem sido visto apenas em relógios de pessoas que possuem tatuagens no pulso em que está o aparelho. O motivo estaria nos sensores traseiros do Apple Watch, que utilizam flashes verdes e ultravioletas para identificar o batimento cardíaco dos usuários — enviando a luz para a corrente sanguínea e fazendo a medição com base no reflexo delas.

Como eles usam luz para isso, é preciso que não haja interferências no caminho para a medição ser exata. O problema é que as tatuagens estariam atrapalhando o processo, pois algumas cores absorvem as luzes, outras refletem de maneira errônea e também há algumas que apenas atrapalham o processo. Por causa disso, todo o funcionamento estaria sendo prejudicado.

Vale dizer que o Apple Watch só envia notificações quando o usuário está com o relógio no pulso. Sem a identificação correta dos sensores, o relógio interpreta que não está sendo usado e, por isso, desativa as notificações. Alguns usuários relatam que desativar o sensor pode reviver os alertas, mas não torna possível usar o Apple Play ou fazer ligações.  Aparentemente, a única solução para isso está em trocar o relógio de braço — se você não tiver tatuagem nos dois, é claro.

Cupons de desconto TecMundo: