Quem conseguiu, aproveitou, agora não dá mais: a Amazon vem promovendo mudanças em seus planos de serviços de armazenamento na nuvem e uma das novidades é o fim da oferta “infinita”. A varejista divulgou as novas regras em um documento de “Frequently Answers and Questions” (“Perguntas e Respostas Frequentes”, o famoso FAQ) em seu próprio site.

Quem tem conta ilimitada vai poder utilizar até o vencimento da mesma sem problemas

O que era antes “Unlimited” agora conta com uma versão mais modesta, com capacidade de 100 GB a US$ 12 (ou R$ 39,32, sem taxas), e outra maior, de 1 TB, a US$ 60 (R$ 196,60, sem taxas) por ano. Cada TB — e você pode subir até 30 TB adicionais — vai custar US$ 60.

De acordo com a empresa, os usuários de primeira viagem continuam recebendo seus 5 GB gratuitamente, enquanto os membros de assinatura Prime seguem com espaço sem restrições para fotos. Quem possui conta ilimitada ainda vai poder usá-la até sua data de vencimento. Se o recurso de renovação automática estiver ligado e você estiver ocupando até 1 TB, a companhia atualiza o cadastro com a opção de US$ 60.

Guerra de nuvens

Quem vem acompanhando o noticiário já notou que as alterações na política da Amazon não são mera coincidência: ela passa a cobrar o mesmo que a Apple anunciou por terabyte para usufruir a iCloud, apenas dois dias depois das apresentações na WWDC 2017.

Com isso, a rede varejista também alinha seus produtos para batalha de gente grande pelo mercado de armazenamento na nuvem, ao lado da já citada Maçã e da poderosa Google.

Cupons de desconto TecMundo: