A tecnologia 4K já mostrou, em diversas ocasiões, que pode ser a próxima resolução dominante no mercado de smartphones e televisores. Uma prova de que o padrão pode realmente deslanchar é o fato de que várias produtoras de conteúdo, como o Netflix e a Amazon, já trabalharem com esse formato há algum tempo. Porém, ainda há um grupo de produtos que não “caminhou” nessa direção e começa a incomodar algumas empresas: os consoles.

A incapacidade do PlayStation 4 e do Xbox One de trabalhar com o formato 4K tem conduzido à uma situação desconfortável para a Sony e Microsoft. De acordo com o Netflix – o maior produtor de conteúdo com essa resolução – uma revisão do hardware dos consoles vai entregar o um suporte ao 4K até o final de 2015.

Netflix pressiona

A maior distribuidora de conteúdo 4K do mundo tem razão em pressionar as fabricantes de console. Com tanto produto de alta resolução sendo exibido, por que os donos de PS4 e Xbox One – grandes consumidores do que é produzido pelo Netflix – não podem desfrutar de todo o potencial da plataforma como deveriam?

O que coloca ainda mais lenha nessa fogueira é uma promessa feita pela Sony durante a CES 2015 de que realmente providenciaria uma revisão em seu console para suportar o 4K. Porém, a “promessa” é negada pelas duas companhias e até o Xbox comenta não estar envolvido nesse esquema.

PlayStation 4 com suporte ao 4K?

Sony e Microsoft comentam

Considerados os “gargalos” da situação, a Sony e a Microsoft responderam sobre o assunto quando procuradas pelo site Forbes. A dona do Xbox One diz apenas “continuar empenhada em trazer recursos e serviços de entretenimento à sala de estar”.

A empresa por trás do PS4 também não confirma os rumores: “O suporte para a alta resolução 4K para a exibição de imagens estáticas e filmes está em consideração, mas não há mais detalhes para compartilhar no momento”. Portanto, pode ser que as coisas realmente comecem a esquentar se a “promessa” não for cumprida.

Xbox One com suporte ao 4K?

O que vai mudar?

Mas se as duas companhias realmente decidirem aderir ao formato 4K, que mudanças de hardware serão necessárias para suportar essa resolução? Em primeiro lugar e acima de tudo, um novo chip para decodificar o formato de transmissão 4K adotado pelo Netflix e Amazon.

No entanto, além disso, a Sony e a Microsoft teriam que atualizar o padrão HDMI utilizado atualmente se elas decidissem manter a capacidade de exibir conteúdo a 60 FPS. O HDMI 1.4, padrão atual – capaz de lidar com conteúdo em 4K a 30 FPS – precisaria ser substituído pelo HDMI 2.0.

O que vai mudar no hardware dos consoles?

Vou ter que comprar outro console?

A pergunta que fica se as duas companhias optarem pelo 4K é: o que vai acontecer com os consumidores que compraram o console antes da revisão de hardware? Uma solução seria o lançamento de um periférico externo, o que daria conta da decodificação do conteúdo fornecido pelas produtoras de conteúdo.

Porém, como resolver a questão do HDMI? Essa já é uma questão mais difícil de responder e, ainda segundo a Forbes, os consumidores poderiam contornar o problema usando televisores com suporte ao 4K, “isentando” as fabricantes de console de lidar com a situação.

"Ah, não acredito! Vou ter que comprar outro console?".

E os jogos?

Apesar de toda essa discussão, espera-se que a polêmica esteja envolvendo apenas a reprodução de filmes e séries através dos consoles. Os jogos, portanto, estariam de fora da brincadeira, e a resolução 4K continuaria a ser uma exclusividade de computadores gamers de alto desempenho.

Como será que a Sony e a Microsoft vão lidar com essa pressão das produtoras de conteúdo? Será que teremos a tradicional revisão de hardware de dois anos para o PS4 e Xbox One adicionando o suporte ao 4K? E como entregar esse recurso aos consumidores que não comprarem a “versão 2.0” dos consoles? Situaçãozinha complicada...

Cupons de desconto TecMundo: