Como burlar as proteções de links de download

Você não aguenta mais aqueles banners solicitando o seu número de telefone para permitir o download? Descubra como é fácil se livrar desses mecanismos irritantes.
  • Visualizações175.350 visualizações
Por Fernando Daquino em 4 de Agosto de 2011

Os internautas que baixam arquivos com frequência da internet, em algum momento, devem ter se deparado com páginas que possuem protetores de links (repletos de banners irritantes). Esses protetores solicitam que o usuário informe algum tipo de dado pessoal para se cadastrar e liberar o acesso ao download – geralmente é pedido o número de celular ou o endereço de email.

Todo serviço online sobrevive com a venda de espaço para propagandas publicitárias. Esse tipo de mecanismo de restrição ao conteúdo compartilhado é uma forma de sites, em sua maioria de pequeno porte, conseguirem dinheiro para viabilizar suas atualizações.

Contudo, para os usuários, os protetores de links são extremamente incômodos – sem levar em consideração a vulnerabilidade em que o internauta coloca suas informações. Se você achava que não havia como burlar esse tipo de artifício, confira esta seleção de aplicativos que poderão encontrar o link direto de download sem que o internauta precise expor seus dados.

Pré-requisitos

Uso geral:

Como burlar as proteções de links de download

Para Mozilla Firefox:

Como burlar as proteções de links de download

Como burlar as proteções de links de download

Para Google Chrome:

Como burlar as proteções de links de download

Como burlar as proteções de links de download

Como burlar as proteções de links de download

Como burlar as proteções de links de download

Método de avaliação

O funcionamento desses aplicativos é descomplicado. Portanto, o Tecmundo resolveu compará-los, além de ensinar como cada um deles deve ser utilizado. Durantes os testes realizados, levamos em consideração duas características básicas para softwares que quebram links protegidos: a velocidade com que o endereço original é encontrado e a influência desses programas no desempenho do navegador – quando cabível.

Selecionamos três páginas que possuem protetores de links e tentamos burlá-las com os softwares em avaliação. Sem mais delongas, chegou a hora de conferirmos o resultado das nossas experiências.

Internautas gerais

Quebra Link

O Quebra Link é um aplicativo baseado em Java que tem como função descobrir o endereço original de uma página de downloads protegida. Vale ressaltar que este programa não precisa de instalação, podendo ser facilmente transportado em pendrives ou HDs externos, por exemplo. Observação: você precisará ter o Java Runtime instalado no PC.

Após baixar o arquivo zipado referente ao Quebra Link, descompacte-o em qualquer pasta e execute o arquivo “quebraLink.jar”. Copie o endereço da página protegida e cole-o no campo “Insira o Link a ser quebrado” (1). Pressione o botão “Quebrar Link” (2) para que o software faça seu trabalho.

Como burlar as proteções de links de download

O link é quebrado com muita rapidez, sendo exibido imediatamente no campo “Link Quebrado” (3). Feito isso, você pode optar por copiar o endereço (botão “Copiar”) ou acessar diretamente a página na qual o arquivo pode ser baixado (botão “Download”) (4).

Como burlar as proteções de links de download

Durante a utilização do Quebra Link, percebemos um consumo um pouco elevado do processador. Portanto, se sua máquina possui hardware limitado, é possível que ela fique um pouco lenta enquanto o aplicativo estiver em execução.

Navegantes do Firefox

Desprotetor de Links para Firefox

Esta extensão para o Mozilla Firefox permite que o internauta siga para a página de download, sem colocar a segurança do computador em risco, com apenas um clique. O procedimento de instalação do Desprotetor de Links segue o padrão dos complementos para o navegador da raposa: basta aceitar a instalação do plugin e aguardar. Vale ressaltar que é preciso reiniciar o browser para que a alteração seja validada.

Ao acessar a página que contém a proteção de link (1), pressione o botão do aplicativo criado ao lado do menu “Exibir os favoritos” (2), localizado no canto superior direito da janela, para que ele procure pela página na qual o arquivo está armazenado.

Como burlar as proteções de links de download

O tempo para que o Desprotetor de Links encontrasse o endereço original foi bem mais alto do que o alcançado pelo Quebra Link. O complemento para o Firefox levou em média 8 segundos para desbloquear o conteúdo. O consumo de recursos do navegador é baixo, permitindo que o usuário transite entre abas sem qualquer dificuldade.

Antiprotector para Firefox

O Antiprotector tem um funcionamento diferente dos aplicativos explicitados anteriormente. Ele não adiciona um botão para o seu acionamento no navegador. Sua atuação é mantida constantemente em segundo plano. Assim, este complemento é acionado sempre que um link redirecionar o usuário para uma página de proteção.

Depois de ter instalado a extensão, basta você acessar o site de compartilhamento que deseja (1). Se entre os links para download disponíveis o plugin reconhecer um protetor, ele exibirá um ícone capaz de encaminhar o internauta diretamente para a página de download do arquivo. Clique sobre o ícone para baixar o conteúdo sem fazer qualquer cadastro (2).

Como burlar as proteções de links de download

Devemos alertar os leitores do Tecmundo e Baixaki que o Antiprotector teve um desempenho aquém do esperado. O aplicativo teve dificuldades em identificar links protegidos. Sua assertividade foi muito inferior à do Desprotetor de Links, por exemplo, ignorando as páginas utilizadas com todos os softwares testados neste artigo.

Por outro lado, o Antiprotector foi o programa que apresentou o menor consumo de recursos do navegador, sendo praticamente imperceptível sua presença entre as ferramentas do Firefox. O acesso às páginas originais de download foi relativamente rápido, levando cerca de 5 segundos.

Adeptos do Chrome

Ao clicar no link “Clique para baixar”, você será redirecionado para a página da Chrome Web Store. Clique em “Adicionar ao Chrome” para baixar a extensão no seu navegador e pressione o botão “Instalar” para implementá-la.

Desprotetor de Links para Chrome

O Desprotetor de Links também tem uma versão para o Google Chrome. A forma de instalação e o funcionamento de ambas as versões são similares. Ao abrir a página com o protetor (1), basta pressionar o botão criado para o complemento na parte superior direita da interface do navegador (2).

Como burlar as proteções de links de download

Embora o software seja em sua essência o mesmo, no Chrome o Desprotetor de Links teve um desempenho inferior à sua versão para o Mozilla Firefox. A média de tempo para quebrar os links de proteção no browser da Google foi de 20 segundos. Contudo, ele continua com baixa influência na performance do navegador, permitindo que o usuário siga navegando sem problemas de lentidão ou travamento.

Guerapa Desprotetor

Assim como o Desprotetor de Links, o Guerapa Desprotetor adiciona um botão na interface do navegador para ser ativado. Dessa forma, quando o usuário acessar uma página com a proteção do link (1), basta pressionar o ícone de um cadeado ao lado da barra de endereço (2) para quebrar essa barreira.

Como burlar as proteções de links de download

Este aplicativo surpreendeu por sua agilidade ao burlar o mecanismo de restrição. Nos testes realizados, o Guerapa Desprotetor levou em média 2 segundos para encontrar o repositório original do conteúdo. Sua baixa interferência no desempenho do Chrome também é outro ponto positivo, possibilitando que a navegação do internauta mantenha-se inalterada.

Antiprotector para Google Chrome

O funcionamento deste complemento para o Google Chrome é idêntico ao da sua versão para o Mozilla Firefox, a qual já teve sua avaliação explicitada neste artigo. Contudo, seu desempenho no browser da gigante de Mountain View ficou abaixo do navegador da raposa. Esta versão do Antiprotector levou 15 segundos para desabilitar a proteção do link e exibir o repositório do arquivo compartilhado. Por outro lado, novamente, o complemento demonstrou ser extremamente leve e com baixo consumo de recursos do navegador.

Como burlar as proteções de links de download

Dec Link para Chrome

Seguindo as tendências da maioria dos aplicativos do gênero, o Dec Link incrementa o Chrome com um botão no canto superior direito da sua interface com um botão. Por meio desse botão, o internauta pode ativar o recurso de quebra de link do complemento. Quando você se deparar com uma página de download protegida (1), clique no ícone do Dec Link (2) para baixar o conteúdo sem precisar informar qualquer dado pessoal.

Como burlar as proteções de links de download

A avaliação desta extensão foi positiva. Além de não prejudicar o desempenho do browser, ela encontrou o endereço original do arquivo com um tempo entre 1 e 4 segundos. Com isso, o Dec Link é mais uma alternativa qualificada para você burlar os protetores de download pelo Google Chrome.

Este complemento possui uma versão para o Firefox. Contudo, ela não funcionou em nenhuma das tentativas durante os nossos testes. Todavia, caso você queira conferi-lo no navegador da Mozilla, clique aqui.

Nem sempre funciona

Devemos deixar bem claro que a utilização de qualquer um dos aplicativos mencionados neste guia não garante que a proteção seja quebrada em 100% dos casos. Assim como os programas são atualizados, os protetores de links permanecem em constante evolução para evitar que seu sistema seja burlado. Portanto, nem sempre será possível acessar o repositório de origem sem realizar o cadastro solicitado.

Porém, as dicas descritas neste artigo, com certeza, servirão para livrar você da maioria das páginas que possuem esse tipo de mecanismo de proteção.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!