Warcraft 3: Frozen Throne é, sem dúvidas, um dos jogos mais conhecidos entre os apaixonados por games de estratégia. O primeiro título e a sua expansão, lançada lá em 2003, povoaram as batalhas em rede de muitos gamers que adoram jogar contra e com os amigos.

Misturando estratégia pura, elementos de RPG, batalhas emocionantes e um editor de mapas que possibilitava quase tudo aos jogadores, Warcraft 3 até hoje é lembrado como um dos games mais completos e cativantes do gênero. Não é à toa que este jogo foi a plataforma que popularizou DotA, além de ser um dos eSports mais prestigiados no cenário asiático com jogadas incríveis mesmo depois de tantos anos de seu lançamento.

Aproveitando que uma nova atualização chegará mesmo depois de cinco anos sem novidades, o TecMundo Games trouxe uma lista com as cinco coisas mais marcantes deste jogo que ficou tão famoso pelas lan houses e pelos jogadores que adoravam uma boa partida pela internet. Então vamos lá e não saia da sala antes de a partida começar!

1. Aquela campanha épica

Quem se aventurou pela campanha de Warcraft 3 com certeza se lembrará das visões de guerra que Thrall tanto temia. Ou da jornada de Arthas para resgatar a Froustmorne e livrar o reino de Lordaeron da ameaça do Flagelo, algo que deixou para trás toda a sua sanidade.

Warcraft 3: Reign of Chaos e Warcraft 3: Frozen Throne ampliaram os conflitos políticos e raciais que povoavam toda a Azeroth desde os primeiros títulos da série. Aventurando-se além das clássicas brigas entre humanos e orcs de Warcraft II, estes dois títulos solidificaram as bases que posteriormente seriam infinitamente exploradas em World of Warcraft.

Tudo isso ao som de uma orquestra memorável durante as suas partidas. Como se esquecer disso?

2. Todo dia tinha um mapa novo

DotA Allstars, Legion TD, Footman Frenzy, Hero Line Wars, Enfos Team Survival, Final Fantasy Tactics RPG, Warlock… Eu poderia escrever dúzias de mapas criados pela comunidade, mas mesmo assim não conseguiria cobrir nem metade dos "mods" que os jogadores usavam para se divertir neste jogo.

O editor de mapas de Warcraft 3 ofereceu, já naquela época, uma plataforma completa para os gamers libertarem sua imaginação e criarem as propostas mais ousadas e inovadoras. Dentre elas, DotA Allstars se destacou por receber várias melhorias da versão que surgiu em StarCraft, popularizando o gênero MOBA que posteriormente seria abraçado por estúdios em uma crescente febre por League of Legends, DotA 2 e Heroes of the Storm.

Além disso, títulos como Legion TD se fortaleceram e também ganharam games separados para os fãs. Isso sem falar dos vários outros mapas que cultivavam sua própria comunidade de jogadores em fóruns específicos na internet.

DotA Allstars era só um dos vários mapas que a comunidade jogava...

Tudo isso mostrou que o editor de Warcraft 3 praticamente não tinha limites para aquela época. Não é à toa que o acervo do Epic War até hoje conta com mais de 240 mil mapas criados pelos fãs. Só resta perguntar: quais foram os seus favoritos?

3. As jogatinas "lagadas" pela Battle.net

Muitos dos que se aventuraram por Warcraft 3 também passaram pela famosa Battle.net. A plataforma online e oficial da Blizzard reuniu, desde o lançamento em 2002, a comunidade apaixonada pelo jogo. Além dos torneios diários e dos confrontos entre jogadores e clãs, lá os veteranos conheceram pela primeira vez as versões iniciais de DotA e dos vários outros mapas modificados na seção de "Custom Games".

Pena que, para muitos brasileiros, a plataforma era carinhosamente apelidada de “Lag.net”. Como o jogo só tinha quatro servidores oficiais (dois nos Estados Unidos, um na Europa e um na Ásia), os jogadores daqui precisavam batalhar com até dois segundos de latência. As salas nacionais, apesar de tudo isso, eram lotadas na época de ouro do servidor.

Apesar da idade da Battle.net, ainda tem muito jogo rolando por lá!

Isso não tirava a diversão de muitos que continuaram batalhando em todos os modos e mapas possíveis. Mas, pouco a pouco, eles buscavam outras soluções com menos problemas de conexão, encontrando opções como o Garena. Aliás, com o desgaste do servidor oficial, muitos fãs produziram alternativas como a Euro Battle.net, e atualmente o W3 Arena é um dos mais prestigiados pelos competidores.

4. As particularidades do Garena

O Garena Client surgiu como uma alternativa ao Battle.net e até hoje é muito famoso na Ásia. Em vez de hospedar as partidas em um servidor específico, como era o caso da rede oficial da Blizzard, o Garena trazia partidas em rede que eram criadas a partir de um computador (assim como Hamachi e vários outros serviços similares).

Além de ser o mais famoso, o Garena tinha uma linguagem própria. Os "doteiros" e os jogadores do Warcraft 3 clássico conheciam muito bem o termo “tunnar”, que aparentemente “melhorava” a conexão entre o “host” e os demais jogadores. Mas, convenhamos, isso aí era só para ter o que fazer quando aparecia a tela de "Waiting for players" denunciando a internet lenta dos amiguinhos.

Podemos também falar dos clássicos cheats que apareciam por lá. Ou vai dizer que nunca foi acusado do famoso “MH” (Map Hack) por ter descoberto onde o inimigo estava? Ou do “CK” (Custom Kick) que desconectava justamente aquele seu companheiro de equipe que estava muito forte na partida de DotA?

Boas ou más memórias?

Também lembro a dificuldade de entrar nas salas em que os amigos estavam. Apesar das 500 opções disponíveis, eles sempre estavam naquelas lotadas e que demoravam cinco ou seis minutos para serem acessadas.

E, enquanto isso, seus companheiros de equipe inventavam 10 mil desculpas para o pessoal sair e liberar o espaço. Todo dia eu ouvia falar de um sorteio de um Fusca na Brazil DotA Room 48.

5. As brigas pela melhor raça

A escolha de raças em Warcraft 3 sempre dividiu amizades. Ir com os orcs era receber pedradas dos amigos pelo chatíssimo Blademaster, enquanto enfrentar um jogador com os humanos era temer a todo momento um "rush" de torres na sua base.

Ou será que você também temia muito os dragões de gelo dos Undead? Ou aqueles druidas impossíveis com os Night Elfs? O tempero singular de Warcraft 3 era a possibilidade de jogar com a mesma raça de formas diferentes, afinal eram os heróis que conduziam as ações mais poderosas e estratégicas das batalhas.

Aposto que, mesmo hoje, alguns se lembram até quais eram as teclas de atalho que aceleravam a construção da sua base. Estou enganado?

Warcraft 3 era assim: cheio de coisas que ficaram eternizadas em nossa memória. Mas qual é, até hoje, a sua favorita?

Via TecMundo Games

Você acredita que Warcraft 4 já está em desenvolvimento? Comente no Fórum do TecMundo Games