As impressoras 3D são capazes de coisas incríveis, como criar um relógio de bolso ou próteses para animais. Porém, a evolução delas está cada vez mais acelerada — e agora elas atingiram um nível completamente novo. Uma das descobertas mais recentes é a capacidade de fazer com que esses equipamentos imprimam ossos e músculos humanos.

O vídeo acima mostra a impressão de uma mandíbula em 3D, que seria implantada em um paciente com má formação na região. Os cientistas são do Wake Forest Institute for Regenerative Medicine, os mesmos pesquisadores que anunciaram a “fabricação” de uma orelha humana no mês passado. Eles levaram cerca de 10 anos para criar e aperfeiçoar o sistema.

A peça de plástico biodegradável tem a "forma" do tecido, enquanto a “tinta” é um gel com base em água que contém as células. Outra estrutura com o mesmo formato do osso ou músculo serve de “molde” para manter a forma coesa durante a impressão. O sistema é chamado de The Integrated Tissue-Organ Printing (ITOP).

A bioimpressora cria até canais que viram vasos sanguíneos, liberando a passagem de oxigênio e nutrientes pela estrutura. O sistema está em fase de testes em animais, mas os implantes até agora foram um sucesso. A forma dos tecidos bioimpressos se manteve e, com o passar das semanas, eles até geraram nervos e cartilagem — ou seja, passaram a fazer parte do corpo.

Se você possuísse uma impressora 3D, o que imprimiria? Comente no Fórum do TecMundo