Você sabe o que acontece quando você denuncia alguém no Facebook?

Equipe de segurança da rede social divulgou imagem que ilustra os diversos caminhos que uma simples ação pode tomar.
  • Visualizações177.185 visualizações
Por Durval Ramos Junior em 20 de Junho de 2012

 

Você sabe o que acontece quando você denuncia alguém no Facebook?Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Facebook)

Apesar de ser um espaço livre para que as pessoas falem e compartilhem o que quiserem, o Facebook também tem suas regras. Afinal, quem não se incomoda ao ver mensagens ofensivas ou preconceituosas surgindo em seu mural? É por isso que a rede social possui um grande time para monitorar as diversas denúncias que surgem todos os dias.

Mas você sabe como esse sistema de investigação funciona? Para tentar explicar um pouco do complexo processo de apuração que os especialistas em segurança da empresa têm de passar, o Facebook liberou um pequeno infográfico que mostra todas as etapas necessárias para verificar o que acontece quando você clica no botão “Denunciar história”.

Conhecendo a equipe

Para que o site continue funcionando normalmente e sem a interferência de espíritos de porco que surgem apenas para bagunçar as páginas alheias, o Facebook conta com uma grande equipe responsável apenas pela verificação desses desrespeitos aos termos de uso. Para deixar tudo mais organizado, as centenas de pessoas são divididas em quatro times.

Você sabe o que acontece quando você denuncia alguém no Facebook? (Fonte da imagem: Reprodução/Facebook)

Esses grupos são responsáveis por monitorar violações específicas, dividindo as acusações em setores especializados em Segurança, Ódio e Assédio (o que inclui o preconceito), Acesso e Conteúdo Abusivo.

Para dar conta de tudo, essa equipe trabalha 24 horas por dia e 7 dias por semana. Essa abrangência quase ininterrupta só é possível graças ao fato de o Facebook possuir escritórios em diversos países do mundo, o que permite que tanto o tempo quanto o idioma não se transformem em problemas que atrapalhem o trabalho dos moderadores do site.

Clicando no botão “Denúncia”

Apesar de termos a ideia de que, ao apertarmos o botão, uma mágica acontece nos escritórios do Facebook para retirar a publicação do ar, a verdade é um pouco mais complexa. Como apresentado no infográfico, trata-se de algo um pouco mais burocrático e complicado, já que sua reclamação terá de ser enviada a uma das equipes descritas acima para que elas tomem as devidas providências.

No caso de invasão de conta ou no surgimento de algum fake seu, o time de Acesso é imediatamente alertado e irá avaliar a denúncia a partir dos Padrões de Comunidade do Facebook, uma série de pequenos termos criados para que a comunidade se desenvolva de maneira sadia. Além disso, um teste de verificação de identidade é enviado para comprovar que você é quem diz ser.

Você sabe o que acontece quando você denuncia alguém no Facebook? (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Por outro lado, quando a reclamação é feita em postagens referentes a você ou a um amigo, as opções vão desde o simples gosto até mesmo uma espécie de assédio. Nesses casos, o Facebook oferece tanto a possibilidade de que os próprios usuários se entendam quanto medidas um pouco mais extremas, como bloqueio da publicação e fim da amizade.

Se essa denúncia for um pouco mais séria — como uma ofensa racista ou homofóbica, por exemplo —, a equipe de Ódio e Assédio entra em ação e pode agir de forma um pouco mais pesada, indo desde o envio de um alerta ao infrator a um contato com as autoridades.

O mesmo acontece quando você denuncia a mensagem de outras pessoas, seja por um simples spam ou pela divulgação de imagens sexualmente explícitas. Dependendo do nível da acusação, o setor de Conteúdo Abusivo entra em ação e vai analisar o caso para ver se o infrator merece apenas um bloqueio em sua conta ou uma visita da Lei.

Já para comportamentos violentos e nocivos, como vandalismo e apologia ao uso de drogas, temos o grupo responsável pela Segurança sendo ativado para verificar se um simples alerta é o suficiente ou se uma medida deve ser tomada também fora da rede social. Por outro lado, pessoas que promovem a violência contra o próprio corpo ou que defendem o suicídio podem receber um contato de especialistas em situações desse tipo.

Fonte: Facebook



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!