O Facebook pode viciar e isso quase todo mundo já sabe, afinal, é muito difícil achar alguém que não tenha passado horas conectado à rede social. No entanto, algumas pessoas exageram e passam a viver dentro do mundo criado por Mark Zuckerberg, apresentando sintomas bem característicos e até mesmo irritantes.

Para ajudar a você não se tornar uma dessas pessoas, o Tecmundo separou 13 sintomas de um viciado em Facebook. Portanto, preste bastante atenção e evite ser o autor de publicações bizarras.

1 ) Desespero por um “curtir”

Essa característica é clássica, afinal, que pessoa sem vida social não é desesperada por reconhecimento? É fácil perceber quem se encontra neste estágio: repare em todo mundo que comenta ou compartilha algo óbvio demais para ser coincidência, como “cara, que vontade salvar as crianças que passam fome” ou “saudade da minha infância”.

2) Atualizações profundas e inteligentes

Cuidado! A pessoa que estiver com esse sintoma já não tem mais nenhum amigo para dividir toda a profundidade dos seus sentimentos e, como último recurso, ela passa a usar o Facebook como escapatória. Por isso, passe bem longe daquela menina bonitinha e carente que vive publicando “Se não gosta de mim, me respeite: até eu fui obrigada a me respeitar”.

3) Relatos intermináveis sobre o namoro

Uma dos dois integrantes do casal não sai mais da frente do computador, o que gera algumas intrigas e até grandes discussões. Desse modo, essa pessoa vai sentir necessidade de compartilhar essas crises com os outros viciados, afirmando que está sozinha por opção ou declarando o seu amor incondicional.

4) Falta de controle nas marcações

A pessoa está tão acostumada a marcar diversos amigos — e até pessoas estranhas — em fotos aleatórias que ela perde o controle. Em pouco tempo, o melhor amigo vira um joelho e a namorada, um pedaço do céu.

5) As atualizações começam a ficar misturadas

A pressa em narrar a própria vida em atualização de status acaba por confundir a cabeça da pessoa, causando erros no mínimo estranhos. Tente contar: quantas vezes você não conseguiu entender se a pessoa queria ficar em casa ou sair?

6) Alvo fácil para todos os vírus

(Fonte da imagem: Reprodução/Facebook)

Você sai clicando em todos os aplicativos e eventos que te passam? É, meu amigo, essa compulsão é bem perigosa — para você e para o seu computador. Da próxima vez, tente se lembrar de que até o botão “Não Curtir” era apenas mais um golpe.

7) Tudo é desculpa para comentar

Quando a pessoa já não mede esforços para ser o mais onipresente possível, quer dizer que ela passa o maior tempo livre conectado ao Facebook. Esse sintoma gera, principalmente, gente sem noção, como aquele seu amigo chato que só comenta “kkkkkkkkkkkkkkkkkk”.

8) Status = Diário

Nada mais normal que um viciado faça uso incondicional do seu vício, portanto, qualquer acontecimento (por menor que seja) pode ser motivo de uma atualização bizarra do status. E isso vai acontecer o tempo todo, como quando seu amigo diz o quanto o dia está sendo legal — mas se ele estivesse aproveitando de verdade, não estaria no Facebook.

9) Ortografia já não existe

A pressa e o comodismo de uma rede social fazem com q a maioria das pessoas perca a habilidade de pontuar corretamente as suas frases. Eh um dos sintomas + tristes e dificil de se ver...

10) Muita conclusão para pouca experiência

Como o indivíduo recebe todas as suas informações pelo Facebook, ele começa a tirar conclusões tão inteligentes quanto as suas fontes. Dessa maneira, ele passa a ser mais incoerente do que as pessoas normais, publicando afirmações do tipo “o que mata fortalece e o que deixa gordo é tenso” ou coisas piores.

11) Preocupação em resolver os problemas mundiais

Se o mundo do usuário é o Facebook, ele vai tentar ser alguém engajado em melhorar o seu lar. O que não é, necessariamente, uma característica agradável e legal, já que nem 190 milhões de “curtir” vão garantir a casa para os cachorros sem teto do Brasil.

12) O número de aplicativos é maior do que o de amigos

Chega uma hora em que o viciado não tem mais novidades para ler na timeline dos outros. O que ele faz? Começa a ocupar o seu tempo com todos os aplicativos já criados — inclusive os mais chatos e que necessitam de pedidos de “kit moedas para o seu jogador ficar mais forte”, por exemplo.

13) Mais amigos virtuais do que reais

Todo viciado em algum serviço online que se preze tem mais amigos virtuais do que reais. São pessoas que ele nunca viu na vida, mas sabe todos os passos que ela dá durante o dia. Você, com certeza, conhece alguém assim: é aquele cara que fala direto sobre uma menina gata conhecida só por ele, de um amigo que viaja demais e mora na Espanha e de uma tia superlegal que manda presentes todo mês. Mas além dos mil amigos no Facebook, ninguém nunca o viu sair ou se divertir com a galera.

....

Caso você tenha se encaixado em mais de quatro desses sintomas, fique atento. Talvez seja hora de passar mais tempo livre com os amigos, com aquela pessoa que você curte e tentar fazer a maior quantidade de coisas ao ar livre. O Tecmundo garante: você não vai se arrepender!

Fontes: Buzzfeed e InternetMarketingDegree

Cupons de desconto TecMundo: