De vez em quando, aparecem gadgets que nos fazem falar: “Nossa, a tecnologia idealizada na ficção científica está cada vez mais próxima da realidade”. O JAQ, desenvolvido pela myFC, é um desses aparatos, pois se trata de um carregador portátil que não utiliza componentes convencionais, mas sim água salgada para gerar energia elétrica.

De uma forma mais detalhada, o dispositivo, que tem as dimensões de um smartphone, utiliza células para processar fichas de água salgada e oxigênio, que são do tamanho de um cartão de crédito convencional. Cada um desses “cards de energia” consegue produzir 1.800 mAh de uma vez e, depois, precisa ser descartado.

Como funciona essa bruxaria?

O JAQ funciona da seguinte maneira: o cartão que contém água salgada passa por uma reação química que combina dois elementos, o hidrogênio e o oxigênio, em um pequeno espaço. Nesse momento, os átomos das moléculas de hidrogênio são processados pelas células de energia do aparelho e ficam carregados positivamente, fazendo com que os íons se movam pelo eletrólito.

Os elétrons carregados negativamente proveem corrente para o circuito externo funcionar. Depois, o oxigênio entra no catodo, se misturando com elétrons do circuito elétrico e com íons de hidrogênio que saíram do anodo para formar água.

O JAQ conta com dez células de energia no total, e cada uma delas possui um eletrólito, que é responsável por permitir que apenas os íons corretos passem pelo catodo e pelo anodo. A grande vantagem do carregador é que ele não polui de forma alguma o ambiente, já que o único resultado da reação é água.

Provavelmente, uma tecnologia acessível

De acordo com a myFC, o JAQ ainda não está disponível para venda, mas ele deve dar as caras ainda em 2016 nas redes varejistas. Contudo, fica a pergunta: quanto ele custará e quanto será cada cartão de recarga? O aparelho ainda não tem um preço estimado, mas os cards de energia devem ficar na faixa de US$ 1,50 (R$ 6).

Você acha que um carregador que utiliza água salgada para carregar o celular é uma tecnologia inovadora? Comente no Fórum do TecMundo

Considerando que um único cartão consegue carregar a bateria de um celular quase toda, não é um preço estratosférico. Além disso, é possível utilizar diversos cartões em seguida, sem precisar recarregar o aparelho em alguma tomada. Será que o JAQ será uma tendência para o futuro?